FUNICONCURSO “Publicação Solidária”: Ajudando as crianças da República Dominicana

FUNICONCURSO “Publicação Solidária”: Ajudando as crianças da República Dominicana

Publicação Solidária 2

Míriam Fernández, terceira classificada da 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, dá sua opinião sobre a experiência com o concurso da FUNIBER

A aluna espanhola bolsista da FUNIBER alcançou a 3ª posição na 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” com o relato “Vitamina Fútbol”, que totalizou 597 votos da comunidade da FUNIBER.

Míriam é Graduada em Biologia pela Universidad de Girona (Espanha). Finalizada a graduação, a bióloga trabalhou no departamento de qualidade de diversas empresas vinculadas à indústria alimentícia. E é por esta razão que decidiu cursar a Especialização em Alimentação e Dietética Clínica da FUNIBER, que possui dupla titulação pelas instituições Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO)Universidad Internacional Iberoamericana de Puerto Rico (UNINI Puerto Rico).

Atualmente, a aluna bolsista da FUNIBER mora em Santo Domingo (República Dominicana), onde pôde colaborar com a ONG Café con Leche, instituição com a qual participou na 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”.

Ajudando as crianças da ONG Café con Leche

Míriam conheceu o concurso por meio dos anúncios publicados na plataforma virtual da FUNIBER e decidiu pesquisar mais sobre o concurso. Além disso, verificou os artigos sobre a 1ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”.

Com toda a informação que reuniu, a estudante espanhola pensou que o concurso poderia ser uma grande oportunidade para ajudar as crianças da Fundação Café con Leche da República Dominicana, instituição com a qual já tinha colaborado anteriormente e que permitiu que ela conhecesse em primeira mão “a verdadeira realidade do país”, comenta Míriam.

Por isso, para Míriam, a 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” significava uma nova oportunidade para continuar ajudando as crianças menos favorecidas de Santo Domingo.

Promovendo a solidariedade na República Dominicana

Depois de saber que seu trabalho “Vitamina Fútbol” havia sido selecionado entre os 10 semifinalistas do concurso, a aluna iniciou os trabalhos de difusão para tentar ficar entre os 3 finalistas.

Assim como os outros concorrentes, Míriam fez das redes sociais seu grande aliado. Fez publicações periódicas no Facebook, incentivando seus contatos a ler, votar e compartilhar seu artigo. Também incluiu fotografias dos protagonistas da Café con Leche para que as pessoas conhecessem o dia a dia da ONG. Ademais, e como não podia ser diferente, contou com a colaboração de familiares e amigos.

Com todo esse trabalho de difusão, seu texto classificou-se entre as 3 semifinalistas do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, com 791 votos.

Para ganhar o FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, além de todo o esforço anterior, contou com a colaboração das crianças da Fundação Café con Leche, que gravaram vídeos pedindo o voto para seu artigo.

Finalmente, Míriam conseguiu chegar à 3ª posição do FUNICONCURSO, atrás de suas colegas Teresa Takemura e Cristina Morataya, com 579 votos. Ainda que o terceiro lugar não lhe permitiu doar o prêmio em dinheiro à ONG Café con Leche, o concurso contribuiu para quedurante todo o processo a Fundação, seu projeto e, sobretudo, seus valores fossem conhecidos em muitas partes do mundo. Agora muitas pessoas conhecem estas crianças e se interessarão em como ajudá-las”, diz a aluna bolsista da FUNIBER.

Do mesmo modo, Míriam destaca que “o melhor do FUNICONCURSO da FUNIBER foi ter disfrutado de cada minuto desta experiência, ter conhecido todos os voluntários e colaboradores da Fundação Café con Leche, as crianças, que são maravilhosas e, principalmente, ter me feito sentir parte do projeto.”

Por último, a estudante espanhola incentiva a comunidade da FUNIBER a participar na próxima edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, porque ela recomenda totalmente viver esta experiência pessoal que a FUNIBER oferece.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

FUNICONCURSO "Publicação Solidária": “Ajudar os outros não tem preço”

FUNICONCURSO “Publicação Solidária”: “Ajudar os outros não tem preço”

Publicação Solidária 2

Cristina Morataya, segunda classificada da 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” da FUNIBER, dá sua opinião sobre sua experiência com o concurso

A aluna bolsista da FUNIBER, natural de El Salvador, conseguiu alcançar a segunda posição na 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, graças aos 1.231 votos que a comunidade da FUNIBER concedeu ao seu relato “Lluvia de luces”.

Cristina é Graduada em Engenharia Biomédica pela Universidade Dom Bosco de El Salvador. Também possui Especialização em “Coaching Educativo” e “Neurociência e Aprendizagem” pela mesma instituição universitária. Além disso, está cursando o Mestrado em Educação da FUNIBER, com dupla titulação pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO) e pela Universidad Internacional Iberoamericana do México (UNINI México).

Atualmente, a estudante de El Salvador é Coordenadora Técnico-Pedagógica do Instituto Bethania.

Uma oportunidade para ajudar El Salvador

A estudante de El Salvador descobriu que a FUNIBER iria realizar a 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” através do boletim informativo da Fundação.

Nesse momento, a Engenheira especializada em Biomedicina pensou que o concurso seria uma boa oportunidade para mostrar um dos principais problemas de El Salvador. O concurso, além disso, unia duas de suas grandes paixões: as causas sociais e a escritura. Faltava apenas encontrar a ONG que ela iria escolher para participar do concurso.

A aluna bolsista da FUNIBER foi atrás da ONG a quem doaria o prêmio se, por ventura, ganhasse o FUNICONCURSO e, finalmente, encontrou a CESAL. Uma instituição que, em El Salvador, luta contra a marginalidade urbana originada por um dos problemas mais graves do país: a violência juvenil. Em sua opinião, “ajudar os outros não tem preço”.

Escolhida a ONG, ela ainda precisava publicar o texto em algum blog ou plataforma virtual e esperar que o júri da FUNIBER selecionasse seu relato como um dos 10 semifinalistas do concurso.

Trabalhando para chegar à final do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”

Quando Cristina recebeu a notificação de que seu relato “Lluvia de Luces” tinha sido selecionado entre os 10 semifinalistas, sentiu-se muito emocionada, mas logo tratou de se empenhar para conseguir chegar à final.

A estudante salvadorenha imediatamente entrou em contato com a família e com os amigos para dar a boa notícia. Em seguida, utilizou o Facebook para pedir o voto para seu trabalho e, além disso, contou com o apoio da CESAL e da plataforma em que publicou o texto para difundir a mensagem.

Com todas estas tarefas de promoção, seu relato foi classificado entre as 3 semifinalistas do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, com 780 votos.

Para alcançar a segunda posição no FUNICONCURSO, Cristina recebeu um apoio para realizar uma campanha de mensagens massivas através do Whatsapp. Além disso, de maneira inusitada, com a ajuda da CESAL fez um vídeo no qual apresentava o concurso e pedia o voto para poder doar o prêmio à CESAL.

Todo o esforço foi recompensado, e seu relato obteve um total de 1.231 votos, que lhe serviram para alcançar a segunda posição na 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” da FUNIBER.

Uma experiência única

Morataya acredita que “o concurso é uma experiência única e serviu para que todos iniciassem o ano de 2016 com energia e emoção”. Do mesmo modo, Cristina destaca que participar do concurso da FUNIBER apresenta muitos benefícios, mas, acima de tudo, o benefício pessoal de poder ajudar com seu texto uma ONG que há muitos anos trabalha em El Salvador.

“Ajudar os outros não tem preço e oferecer apoio a uma ONG é um presente do céu.”

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Ganhar a 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”: um sonho tornando-se realidade

Ganhar a 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”: um sonho tornando-se realidade

Publicação Solidária 2

Teresa Takemura, vencedora da 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” da FUNIBER, fala sobre sua experiência com o concurso

A ex-aluna, natural de São Paulo (Brasil), foi anunciada como ganhadora da 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” da FUNIBER graças aos 1.696 votos recebidos por seu trabalho intitulado “Crônica-Memórias”.

Teresa terminou a Especialização em Gerontologia Social Aplicada da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) em 2014, tendo a possibilidade de cursá-la graças a uma Bolsa de Formação da FUNIBER.

Atualmente, a especialista em Gerontologia é coordenadora geral do Centro-Dia para Idosos Casa do Vovô Feliz.

Oportunidade para divulgar o Centro-Dia para Idosos Casa do Vovô Feliz

A ex-aluna bolsista da FUNIBER ficou sabendo da 2ª Edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária” através do boletim informativo da Fundação e acreditou que esta seria uma oportunidade maravilhosa para apresentar o trabalho realizado pelo Centro-Dia para idosos localizado em Itapecerica da Serra, São Paulo (Brasil). Além disso, o prêmio estava avaliado em 1.000 €, valor que poderia ser destinado para cobrir as despesas da instituição, destaca Teresa.

Tantos eram os benefícios do concurso da FUNIBER que ela não duvidou nem um instante e decidiu participar da 2ª edição do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”.

Família, amigos e voluntários: grandes aliados

Após saber que seu trabalho tinha sido selecionado entre os 10 semifinalistas do FUNICONCURSO, iniciaram-se as tarefas de promoção para conseguir a classificação entre os 3 finalistas. A aluna do Brasil conta que para divulgar o relato contou com a ajuda da família, dos amigos e dos voluntários do Centro-Dia.

Com todo este trabalho de divulgação, seu texto classificou-se entre os 3 semifinalistas do FUNICONCURSO “Publicação Solidária”, com 776 votos.

Para ganhar o FUNICONCURSO, ela contou com a incansável ajuda de voluntários e membros do Centro-Dia para Idosos Casa do Vovô Feliz que explicaram a seus diversos amigos do Facebook no que consistia o trabalho realizado pelo Centro-Dia para idosos e por que necessitavam de seu voto.

Todo o esforço valeu a pena: seu relato ganhou um total de 1.696 votos, que foram suficientes para que ela ganhasse a 2ª edição do FUNICUNCURSO “Publicação Solidária”.

A importância do concurso da FUNIBER

Takemura acredita que “além do prêmio, o concurso fez muita gente conhecer o trabalho da instituição”. Ele também fez com que ela se desse conta de que há muito mais gente do que ela pensava que procura ajudar os outros de maneira desinteressada. “Existe muitas pessoas solidárias e, quando surge uma oportunidade como esta promovida pela FUNIBER, arregaçam as mangas e ajudam”, observa a especialista em Gerontologia.

Teresa opina que o concurso foi uma experiência maravilhosa que ela não pensou viver nem em seus melhores sonhos.

Por último, diz: “Muito obrigada à FUNIBER pela oportunidade de participar e pela forma como realizaram e conduziram todo o processo do concurso! Parabéns também!”.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,