Opinião de Huber Carballo, aluno do Mestrado em Direção Estratégica de Empresas Familiares patrocinado pela FUNIBER

Opinião de Huber Carballo, aluno do Mestrado em Direção Estratégica de Empresas Familiares patrocinado pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Huber Carballo Mamani, aluno da Bolívia bolsista da FUNIBER do Mestrado em Direção Estratégica de Empresas Familiares, opina sobre sua experiência estudando a distância com a FUNIBER

Huber, natural da Bolívia, é Administrador de Empresas. Também, tem o Mestrado em Direção Estratégica de Empresas Familiares patrocinado pela FUNIBER, com titulação pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

No último dia 30 de março, Huber visitou as instalações da FUNIBER na Bolívia. Durante sua estadia, tivemos a oportunidade de conhecer sua opinião sobre os conteúdos do Mestrado, e como aplicou estes conhecimentos em seu dia a dia profissional. Além disso, conversamos sobre sua experiência estudando a distância, sua relação com a equipe docente, com o pessoal da FUNIBER, e com os alunos do Mestrado.

À pergunta de por que recomendaria a outras pessoas estudar com a FUNIBER, o aluno respondeu: “Minha experiência do curso foi positiva, já que tive resposta imediata; administraram e colaboraram para completar todo o protocolo que se requer. E eu recomendo que se aproximem à FUNIBER para fazer qualquer curso, Mestrado, Doutorado, que vejam como é conveniente para seu desenvolvimento profissional”.

Do mesmo modo, o aluno titulado pela UNEATLANTICO destacou a oportunidade que o programa possibilita de conhecer estudantes de diversas nacionalidades e estabelecer relações profissionais mais à frente do tempo de duração do Mestrado.

A seguir, apresentamos um vídeo com a entrevista completa feita com o estudante boliviano:

 

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , , , , ,

Daniel Bueno, aluno da Espanha bolsista da FUNIBER

Opinião de Daniel Bueno, aluno do Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira patrocinado pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Daniel Bueno, aluno da Espanha bolsista da FUNIBER do Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira, opina sobre sua experiência estudando a distância e como a experiência lhe ajudou em seu desenvolvimento profissional

Daniel, natural de Madri (Espanha), tem a Graduação em Educação Primária com menção ao Ensino de Inglês como Língua Estrangeira pela Universidade Pontifícia de Comillas. Também, tem o Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira patrocinado pela FUNIBER, com titulação pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

Ao longo de sua trajetória profissional, o aluno espanhol foi professor de inglês e espanhol como língua estrangeira. Uma vez terminada a Graduação, mudou-se para a China para trabalhar como Professor de Espanhol na Universidade Internacional de Heilongjiang (HIU), onde foi renomado Coordenador da equipe docente encarregada dos níveis B1-B2. Do mesmo modo, em Heilongjiang fez parte durante dois anos do Comitê Científico do Congresso de ELE (Espanhol como Língua Estrangeira), organizado por esta universidade.

Atualmente, e graças a uma oferta de trabalho publicada pela FUNIBER, Daniel é Professor de Pronúncia, Conversação e Compreensão Auditiva na Universidade de Xiamen.

Conversamos com o aluno espanhol para conhecer sua experiência estudando a distância e como estes estudos lhe ajudaram em seu desenvolvimento profissional:

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira patrocinado pela FUNIBER?

No ano 2013, cheguei na China para trabalhar como Professor de Espanhol na Universidade Internacional de Heilongjiang, e para mim foi uma oportunidade excelente. Antes de ser selecionado, tinha decidido dedicar-me ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira e estava procurando um Mestrado que me permitisse tomar este caminho. Entretanto, ao conseguir este trabalho em Heilongjiang, decidi esperar um ano e depois cursar o Mestrado on-line através da FUNIBER. Esta era a melhor opção para não perder meu posto de trabalho e seguir me capacitando, não queria desperdiçar um ano de experiência como professor para cursar um Mestrado quando podia fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

O que você mais gostou do Mestrado? O que destacaria?

Eu gostei muito que a maioria das disciplinas é avaliada principalmente com um trabalho final no lugar de um exame. Fazer um trabalho te orienta à ação, a pôr em prática aspectos teóricos aprendidos durante a disciplina.

Por isso, me parece que a elaboração de um trabalho final é muito mais completa que fazer exames, já que une os âmbitos prático e teórico, enquanto um exame costuma ficar no teórico.

O que você opina sobre os professores do Mestrado? E sobre o programa de estudos?

Os professores são todos muito profissionais e estão sempre dispostos a ajudar. Além disso, se vê que são especialistas no ensino de ELE e também conhecidos, em meu caso, já que me dedico ao ensino de espanhol a estudantes que falam chinês, e foi um prazer descobrir que um de meus professores era Maximiliano Cortês. O programa de estudos é o adequado para te capacitar como professor de ELE, tenha-se ou não experiência neste campo.

Como o Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira complementou sua formação? Em que contribuiu?

Contribuiu com os conhecimentos necessários para poder dedicar-me a minha atual profissão, assim como para aprender a realizar uma pesquisa em curso e a saber onde buscar para seguir me atualizando com o passar dos anos. Por outro lado, se você deseja dedicar-se a ensinar espanhol como língua estrangeira, é fundamental ter este Mestrado, e mais ainda se há interesse em trabalhar em uma universidade, como é meu caso. Cada vez há mais professores de espanhol e mais competência, e também estou observando que cada vez é mais difícil ter um trabalho sem uma Especialização. O mais seguro é que em alguns anos já seja um requisito indispensável em todos os centros, ao menos na China, que é o contexto que eu conheço melhor.

Como a FUNIBER facilitou a possibilidade de trabalhar na Universidade de Xiamen, na China?

A FUNIBER mandou informação aos estudantes do Mestrado em Linguística Aplicada sobre esta oferta de trabalho e como fazer para nos candidatar. Uma vez selecionado, me ajudaram muito na comunicação com a Universidade de Xiamen, assim como em todos os trâmites que foram precisos para poder trabalhar na China, que são muitos. A verdade é que estou muito contente com meu atual emprego nesta universidade e sou consciente de que não o teria conseguido sem a FUNIBER. Estou também muito grato a Saiketa Weng, delegada da FUNIBER na China, graças o todo o tedioso processo administrativo se fez muito mais fácil de levar, ela sempre mostrou sua disponibilidade para ajudar com qualquer problema ou dúvida que eu tivesse, foi um verdadeiro prazer poder administrar tudo isto com ela.

Como você está aplicando os conhecimentos adquiridos com a FUNIBER em seu novo trabalho como Professor de Espanhol como Língua Estrangera na Universidade de Xiamen?

Atualmente estou ministrando as disciplinas de “conversação” e “audição”, por isso estou colocando em prática todos os conhecimentos adquiridos durante o Mestrado nestes campos. Também, tenho vários projetos de pesquisa, e sei como efetiva-los graças aos conhecimentos adquiridos durante o Mestrado.

Que você opina sobre o modelo de educação a distância da FUNIBER?

Em meu caso, escolher o modelo de educação a distância da FUNIBER foi perfeito, já que eu não estava na Espanha e estava trabalhando, não queria estragar toda a experiência como professor que estava tendo para cursar um Mestrado, embora também era muito consciente de que se queria progredir e ampliar minhas opções como professor de espanhol, ter o Mestrado era fundamental. Este modelo de educação tem várias vantagens, uma vez que tira a limitação de ter que estar em um determinado lugar e em uma determinada hora para realiza-lo e, além disso, te permite combinar a formação com a prática profissional.

O que você diria às pessoas que estejam planejando estudar a distância com a FUNIBER?

Diria que a FUNIBER é uma grande opção se você não pode se permitir, pelas razões que sejam, deixar o que está fazendo para se dedicar exclusivamente a um Mestrado de forma presencial. A FUNIBER te permite capacitar-se sem por isso ter que optar pela experiência laboral ou a formação acadêmica. Para mim, foi bastante duro ter que cursar um Mestrado ao mesmo tempo em que estou trabalhando, mas a FUNIBER dá muitas facilidades para poder fazê-lo. Eu estou muito contente por minha escolha e não a mudaria.

Links relacionados:

Opinião de María Butrón, aluna do Mestrado em Formação de Professores de Espanhol como Língua Estrangeira da FUNIBER

| , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Os “Desafios da educação na América Latina” será o tema da Conferência do Dr. Arzamendi em Lima

Os “Desafios da educação na América Latina” será o tema da Conferência do Dr. Arzamendi em Lima

Notícias

A educação superior on-line na América Latina expõe diversos desafios para seus atores: professores, estudantes, instituições educativas e Estado. Este será o tema da Conferência do Dr. Jesus Arzamendi na próxima sexta-feira, dia 12 de maio, no salão Mozart do Hotel Crowne, Miraflores, em Lima (Peru), às 18h30.

No âmbito da educação, em especial da educação superior, há alguns anos diversas instituições universitárias apostaram em desenvolver uma oferta de formação on-line de qualidade que capacite profissionais capazes de enfrentar os desafios atuais e aproveitar as oportunidades. A educação a distância oferece autonomia e flexibilidade, assim como exige metodologia e planejamento dos alunos. Neste sentido, é fundamental fomentar espaços para a comunicação aberta e eficaz entre as instituições universitárias e a comunidade estudantil. Por isso, o Dr. Jesus Arzamendi, diretor de Programas de Doutorado da FUNIBER, fará uma conferência sobre os desafios da formação a distância na América Latina. A seguir, comentamos algumas das principais colocações sobre o tema:

Personalizar a atenção ao estudante

É um erro duplicar o modelo educativo acadêmico presencial e transferi-lo a um modelo on-line. A educação a distância pode tomar elementos da educação tradicional para melhorá-los, agregando valor à experiência e procurando a satisfação das expectativas dos estudantes. Neste sentido, a formação on-line – diferente da presencial tradicional – deve entender o que o aluno precisa e armar um plano de estudos com um tutor que acompanhe seu desenvolvimento.

Conter a deserção

A falta de motivação pode ser um dos principais problemas que os estudantes on-line enfrentam, que desencadeia o abandono de seus cursos. Para conter a deserção, os modelos educativos on-line devem apoiar-se nas necessidades do aluno e considerar seus projetos pessoais; deste modo, a motivação permanecerá durante todo o período de estudos.

Ampliar as ferramentas educativas

A amplitude no emprego de suportes impressos e de plataformas digitais é fundamental para a divulgação dos conteúdos educativos. Por exemplo, os dispositivos eletrônicos como tablets e celulares (o denominado M-learning), a nuvem como grande contentor de conhecimento, assim como plataformas interativas como as redes sociais ou os videojogos na aprendizagem a distância, em combinação com materiais impressos, são de grande ajuda no acesso aos conteúdos educativos.

Facilitar o acesso à Internet

Embora pouco a pouco as taxas de acessibilidade à rede tenham aumentado e as capitais latino-americanas tenham superado progressivamente seus problemas de conexão, não ocorre o mesmo com os centros povoados periféricos das metrópoles, nem com as regiões rurais. Neste sentido, é necessário desenvolver programas de pesquisa tecnológica, assim como impulsionar projetos interinstitucionais dedicados a procurar e implementar soluções para estender o acesso à Internet para os lugares mais separados da região.

Oferecer soluções econômicas

O nível aquisitivo médio de muitos profissionais na América Latina costuma ser baixo, por isso os preços oferecidos atualmente estão fora do alcance de muitos dos potenciais alunos. Neste sentido, é fundamental oferecer soluções econômicas, como as bolsas de estudo, para o financiamento dos estudos de especializações.

Os “Desafios da educação na América Latina”

Estes temas serão tratados por Dr. Jesus Arzamendi, que é diretor dos Programas de Doutorado que a FUNIBER patrocina, e diretor do Mestrado em Formação de Professores de Espanhol como Língua Estrangeira e do Master in Teaching English as a Foreign Language, patrocinados pela FUNIBER. Durante a conferência, haverá a oportunidade de esclarecer dúvidas e fazer perguntas diretamente ao especialista em educação a distância. A entrevista é na próxima sexta-feira, dia 12 de maio, no Salão Mozart do Hotel Crowne, Plaza de Miraflores, Av. Benavidades 300, Miraflores, em Lima (Peru), às 18h30.

A entrada a este evento é gratuita, com confirmação prévia.

Confirmar presença pelo e-mail peru@funiber.org ou pelo telefone 01 448 0200.

Links relacionados:

Opinião de Sônia Sena, aluna do Mestrado em Educação da FUNIBER

| , , , , , , , , , , , ,