Opinião de João Ricardo Costa, aluno bolsista da Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão

Opinião de João Ricardo Costa, aluno bolsista da Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão

Opiniões dos alunos

João Ricardo Costa, aluno de Santa Catarina (Brasil), bolsista pela FUNIBER da Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão, fala sobre a sua experiência estudando a distância

João Ricardo Costa, natural de Florianópolis (Brasil), estudou Produção Publicitária na Universidade do Vale do Itajaí. Além disso, tem Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão patrocinada pela FUNIBER, com titulação pela Universidade Europeia Miguel de Cervantes. Atualmente trabalha na área de marketing na empresa Maratur Turismo e Hotelaria.

Após o divórcio em 2012 e a experiência com a guarda da filha, João escreveu o livro Sonhos da Isah, que conta as aventuras de uma menina que impedida de conviver com o pai, encontra-se com ele em seus sonhos. A partir do livro, surgiu a ideia de produzir o curta-metragem animado, em que coloca em prática as técnicas adquiridas na Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão promovida pela FUNIBER e, desta maneira, pôde contribuir no apoio aos pais que vivem a guarda compartilhada dos filhos depois de uma separação.

O curta-metragem participou de vários festivais no Brasil, na Romênia, no Peru e na Colômbia e foi notícia em diversos jornais, portais e emissoras de televisão. Recentemente, o curta-metragem ganhou um concurso cultural em Goiás (Brasil); e com a premiação, irá compor uma coletânea de curtas-metragens que será distribuída em DVDs em todas as escolas da rede básica de ensino do Estado.

Conversamos com o aluno brasileiro para conhecer a sua experiência estudando uma especialização a distância:

De onde veio o desejo de criar a história “Sonhos da Isah”, que se transformou em livro e em desenho animado?

Da ideia de transformar em desenho animado os sonhos e as histórias da minha filha e por meio destes incentivar a guarda compartilhada dos filhos, que no Brasil é lei deste 2014 (Lei 13058-14), porém pouco aplicada pelo judiciário.

O que a Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão agregou na construção do vídeo?

Em meus estudos, aprendi técnicas desde escrever roteiro, até a produção como iluminação, som e filmagem. Foi o alicerce para as produções.

Por que você decidiu cursar a Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão pela FUNIBER?

Procurava uma especialização em cinema, uma vez que as aulas que tinha na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), como aluno especial do Bacharelado nos cursos de Teatro e Cinema não estavam sendo suficientes, então escolhi a especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão. Achei a grade muito boa e depois de pesquisar, decidi pelo curso.

Qual a sua opinião sobre os professores da Especialização? E do programa de estudos?

A professora e orientadora Michele Moreira foi muito importante na minha formação incentivando e suprindo minha carência técnica, ali foi o início para produção literária e cinematográfica. A plataforma de ensino da FUNIBER é muito boa, intuitiva e com funções como em uma aula presencial.

O que você mais gostou da Especialização? O que destacaria?

As matérias sobre roteiro e produção, estas foram muito importantes no início e carrego estes conhecimentos até hoje.

Como Graduado em Publicidade, o que a Especialização trouxe para a sua vida profissional?

Agregou uma gama de conhecimentos específicos que não tive na faculdade, algo mais para concretizar o meu sonho de produzir curtas-metragens, sobretudo, em animação.

O que você diria às pessoas que estão planejando estudar a distância pela FUNIBER?

Que é uma ótima instituição educacional que usa uma técnica de ensino presente há muito tempo em muitos países, porém persistam na procura por conhecimento e atualizem-se constantemente, leiam sobre os assuntos estudados em publicações como revistas e artigos técnicos e procurem sempre estar atualizados por meio de cursos de atualização, pois a vida é uma constante busca de conhecimentos.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , ,

Opinião da Rossana Villalba, aluna do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinados pela FUNIBER

Opinião da Rossana Villalba, aluna do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinados pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Rossana Villalba, aluna do Paraguai, bolsista pela FUNIBER do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional fala sobre a sua experiência estudando a distância

Rossana, natural de San Lorenzo (Paraguai), é Graduada em Estatística Matemática, da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais da Universidade Nacional de Assunção (UNA). Além disso, possui o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER com titulação pela Universidade Internacional Iberoamericana (UNINI Porto Rico). Atualmente, é docente na Universid.

Conversamos com a aluna paraguaia para conhecer a sua experiência estudando a distância:

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER?

Decidi cursar o Mestrado em Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER, porque este curso contempla o programa de estudo, pela experiência dos tutores e pelo modelo pedagógico que se baseia a formação em sala de aula virtual que se adapta às minhas necessidades, tais como aspectos relativos para ampliar os meus conhecimentos profissionais, de acordo com a organização do meu tempo.

O que você mais gostou do Mestrado? O que destacaria?

Em primeiro lugar, devo destacar o profissionalismo, o apoio e acompanhamento constante que tive da secretária da minha sede no Paraguai. Em segundo lugar, o campus virtual e as plataformas utilizadas são bastante acessíveis e fáceis de utilizar. Também, devo mencionar que o suporte da equipe técnica foi ótimo.

Qual a sua opinião sobre os professores do Mestrado? E do programa de estudos?

Em termos gerais, os tutores do Mestrado têm demonstrado capacidades para orientar, apoiar, guiar e facilitar oportunidades de aprendizagem dentro da sala de aula. Do meu ponto de vista, o programa oferece ferramentas conceituais e metodológicas que permitem um ambiente de aprendizagem construtiva e colaborativa, tanto nos casos de estudos como na elaboração de projeto.

Como Graduada em Matemática e Estatística, qual foi a contribuição do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER?

A estatística é uma disciplina muito ampla, que abrange um campo muito profundo em qualquer lugar de trabalho; por isso, meu interesse pela cooperação internacional. Devo destacar que aprendi a redigir a Dissertação; além disso, pesquisei e aprendi sobre as Normas Nacionais e Internacionais de Segurança em Prevenção de Riscos Elétricos, que foi meu tema de dissertação da Realidade Nacional, e que apontou a falta de cultura preventiva ante os riscos elétricos dentro da universidade.

Como docente na Universidade Nacional de Assunção, como está aplicando os conhecimentos aprendidos em seu dia a dia profissional?

Apresentei um projeto de melhorias no sistema da área de trabalho, assim como um protocolo de estatística acadêmica.

O que diria às pessoas que estão planejando estudar a distância por meio da FUNIBER?

Segundo Nelson Mandela “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. Em nossos tempos, as oportunidades de estudos são muitas; entretanto, os compromissos assumidos em nossa vida, tanto no pessoal, como no profissional, fazem que seja muito difícil estudar. A luta é dura, não importa as dificuldades, mas os resultados são positivos ao desenvolver nossos talentos humanos.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , ,

Opinião de Elkin Muñoz Naranjo, aluno do Mestrado em Educação patrocinado pela FUNIBER

Opinião de Elkin Muñoz Naranjo, aluno do Mestrado em Educação patrocinado pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Elkin Muñoz Naranjo, aluno do Mestrado em Educação, bolsista pela FUNIBER, fala sobre a sua experiência estudando a distância

Elkin, natural da Colômbia, é Graduado em Educação básica com ênfase em educação artística pela Universidad del Atlántico. Também tem o Mestrado em Educação com Especialidade em Educação Superior, patrocinado pela FUNIBER, pela Universidad Internacional Iberoamericana (UNINI).

Atualmente, é Docente de Educação Artística na Escola Normal Superior Pedro Justo Berrio, em Santa Rosa de Osos (Colômbia).

Conversamos com o estudante da Colômbia para conhecer a sua experiência estudando a distância:

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Educação patrocinado pela FUNIBER?

A impossibilidade de me deslocar até uma universidade de forma física por causa da área em que trabalho, levou-me a optar pela formação on-line; e a FUNIBER foi uma boa opção e séria.

O que você mais gostou do Mestrado? O que destacaria?

Destaco o acompanhamento próximo de seus funcionários e docentes. Eu gostei muito da forma imediata em que respondiam às minhas dúvidas e que me trouxe uma comunicação tão fluída e próxima, apesar de ser virtual.

Qual a sua opinião sobre os professores do Mestrado? E do programa de estudos?

Tive apenas uma docente que não respondeu às minhas expectativas e que realmente não percebi muito compromisso com o seu trabalho, realmente a experiência não foi muito positiva com ela. Os outros docentes foram muito comprometidos e muito coerentes em seus discursos. Chamou a minha atenção pela proximidade em seus comunicados frente a dúvida ou sugestões, era como se nos conhecêssemos há anos, eu gostei muito disso.

Como Graduado em Educação Básica, o que o Mestrado em Educação patrocinado pela FUNIBER trouxe para a sua formação?

Meu discurso diante da classe cresceu favoravelmente, o que resultou na qualidade de meu ato pedagógico e, por fim, foi muito positivo para os meus alunos. Por outro lado, o meu olhar para a minha profissão mudou significativamente; já que o mestrado me levou a refletir sobre muitos aspectos da minha vida profissional e para planejar alguns elementos da minha atividade pedagógica que eu considerava claros e que logo notei que não estavam bem construídos.

Como Docente em Educação Artística na Escola Normal Superior Pedro Justo Mujo, como está aplicando os conhecimentos aprendidos em seu dia a dia profissional?

Trabalhar em uma instituição formadora de docentes exige um compromisso muito maior do docente que acompanhar processos em uma escola de ensino médio convencional. A proximidade constante com os processos de pesquisa ao redor das pratica pedagógicas foram um desafio, que me permitiu fazer contribuições significativas e muito rápidas do treinamento que recebi no mestrado.

O que você diria às pessoas que estão planejando estudar a distância com a FUNIBER?

Em primeiro lugar que se forem optar por este estilo de aprendizagem que tenham consciência de que a formação on-line é complexa e exige um compromisso maior do que formação presencial e, em segundo lugar, que se preparem para dar o melhor de si mesmos, porque não é um processo fácil, é complexo e de muita exigência.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , , ,