Empresas demandam cada vez mais alunos com dupla titulação

Empresas demandam cada vez mais alunos com dupla titulação

Notícias

Segundo dados da Adecco, consultoria líder em Recursos Humanos, coletados em seu último relatório O futuro do trabalho na Espanha, 57,5% das empresas pesquisadas afirma que estão globalizando valores culturais, econômicos, empresariais e de trabalho. Por este motivo, a dupla titulação está ganhando cada vez mais importância na hora de encontrar emprego.

Durante a última década, o mercado de trabalho tornou-se cada vez mais exigente. A crise econômica, a maior especialização dos candidatos, a internacionalização das empresas e o boom tecnológico, são fatores que nos exigem uma constante atualização.

Diante desse mercado de trabalho altamente competitivo, a dupla titulação universitária apresenta-se como uma aliada para que nosso perfil seja mais atrativo na hora de procurar emprego. As vantagens de estudar uma dupla titulação são múltiplas, assim vamos debulhar algumas delas:

Ao obter dois títulos na mesma área de conhecimento, por duas universidades de diferentes países, conseguimos nos especializar em um mesmo ramo e ter a possibilidade de trabalhar em países diferentes. Esta dupla titulação com visão internacional será, sem dúvida, um importante valor acrescentado em nosso currículo acadêmico.

A dupla titulação acrescenta valor, sendo muito atrativa para as empresas. O aluno com dupla titulação adquire um alto nível de competitividade em face da incorporação ao mercado de trabalho, pode postular a empregos em diferentes países e amplia a sua visão sobre a profissão ao ser capaz de compreender diferentes áreas geográficas com sua própria idiossincrasia local.

Portanto, as pós-graduações a distância com dupla titulação são muito interessantes pela abordagem internacional que oferecem. Preparam os alunos para atender dinâmicas em ambientes multiculturais e, ao mesmo tempo, facilitam a mobilidade profissional.

A pessoa titulada por duas universidades distintas obterá, além disso, os benefícios e direitos que os dois centros universitários oferecem. Assim mesmo, esta mobilidade acadêmica melhora a reputação a nível mundial da universidade anfitriã.

Ao obter dois títulos apoiados por universidades de dois países diferentes, o estudante amplia seu grau de empregabilidade e melhora o seu nível de renda. A dupla titulação é uma tendência em alta do mercado de trabalho, pela vantagem competitiva que oferece em um mundo com menos fronteiras.

Obter uma dupla titulação exige mais esforço?

Cursar um mestrado com dupla titulação não implica uma dupla dedicação ao estudo, mas sim reclama mais constância, organização e gestão do tempo. Os estudantes desenvolvem estas habilidades durante o programa acadêmico, que lhes serão de grande ajuda no futuro, durante o exercício profissional.

Os programas de dupla titulação contam com uma série de disciplinas em comum. Estas disciplinas são cursadas simultaneamente, por isso não é necessário as cursar duas vezes. Evita-se, portanto, a repetição de conteúdo, permitindo o estudo daqueles conteúdos que sejam originais. Dependendo da Universidade que titule, o aluno tão apenas terá que cursar alguma disciplina extra que lhe permitirá obter ambas as titulações.

Não obstante, é importante contar com uma boa assessoria, de maneira que todas as dúvidas sejam esclarecidas antes de iniciar o processo de matrícula. Também é importante conhecer as experiências de outros alunos.

Neste sentido, compartilhamos os comentários que realizaram alunos de diversas especialidades, mestrados e doutorados, patrocinados pela FUNIBER, sobre as suas experiências estudando uma pós-graduação com dupla titulação a distância:

Links relacionados:

 

| , , , , , , , ,

Opinião do Mauricio Santamaría, aluno bolsista do mestrado em medicina biológico-naturista

OPINIÃO DO MAURICIO SANTAMARÍA, ALUNO BOLSISTA DO MESTRADO EM MEDICINA BIOLÓGICO-NATURISTA

Opiniões dos alunos

Mauricio Santamaría, natural da Costa Rica, bolsista pela FUNIBER do Mestrado em Medicina Biológico-Naturista (Especialização em Fitoterapia Tradicional Chinesa), fala sobre a sua experiência estudando a distância.

Mauricio Santamaría é médico há 12 anos. Conta com um consultório próprio em que aplica os conhecimentos adquiridos em remédios naturais. Acaba de obter seu título no Mestrado em Medicina Biológico- Naturista com Especialidade em Fitoterapia Tradicional Chinesa pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLÁNTICO).

Recentemente, Mauricio visitou a sede da FUNIBER em São José (Costa Rica) para participar do ato de entrega de títulos aos alunos bolsista pela Fundação. Durante o ato pudemos conversar com o aluno para descobrir qual foi sua experiência estudando a distância.

Mauricio nos contagiou com sua paixão pela formação e a melhoria constante. Este facultativo está continuamente enfrentando novos desafios que lhe permitem seguir formando-se e melhorando em sua profissão. Esta é a segunda titulação obtida sendo aluno bolsista da FUNIBER, depois de receber o titulado em 2013 no Mestrado em Medicina Biológico-Naturista com Especialidade em Acupuntura.

Mauricio explicou à FUNIBER que sua experiência estudando a distância foi muito gratificante. A modalidade on-line permitiu que ele estudasse sem comprometer o seu trabalho, nem a seus pacientes. Ele destacou os programas de estudo de alta qualidade patrocinados pela FUNIBER e a amabilidade dos docentes da rede universitária em que colabora a fundação e do pessoal do FUNIBER. Santamaría diz “sentiu-se em família”.

Mauricio avalia especialmente a possibilidade que se oferece na atualidade de poder estudar programas acadêmicos de qualidade, avalizados por universidades de prestígio, com a comodidade a distância.

Assista a entrevista completa ao estudante no seguinte vídeo:

Links relacionados:

| , , , , , ,

Opinião de João Ricardo Costa, aluno bolsista da Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão

Opinião de João Ricardo Costa, aluno bolsista da Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão

Opiniões dos alunos

João Ricardo Costa, aluno de Santa Catarina (Brasil), bolsista pela FUNIBER da Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão, fala sobre a sua experiência estudando a distância

João Ricardo Costa, natural de Florianópolis (Brasil), estudou Produção Publicitária na Universidade do Vale do Itajaí. Além disso, tem Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão patrocinada pela FUNIBER, com titulação pela Universidade Europeia Miguel de Cervantes. Atualmente trabalha na área de marketing na empresa Maratur Turismo e Hotelaria.

Após o divórcio em 2012 e a experiência com a guarda da filha, João escreveu o livro Sonhos da Isah, que conta as aventuras de uma menina que impedida de conviver com o pai, encontra-se com ele em seus sonhos. A partir do livro, surgiu a ideia de produzir o curta-metragem animado, em que coloca em prática as técnicas adquiridas na Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão promovida pela FUNIBER e, desta maneira, pôde contribuir no apoio aos pais que vivem a guarda compartilhada dos filhos depois de uma separação.

O curta-metragem participou de vários festivais no Brasil, na Romênia, no Peru e na Colômbia e foi notícia em diversos jornais, portais e emissoras de televisão. Recentemente, o curta-metragem ganhou um concurso cultural em Goiás (Brasil); e com a premiação, irá compor uma coletânea de curtas-metragens que será distribuída em DVDs em todas as escolas da rede básica de ensino do Estado.

Conversamos com o aluno brasileiro para conhecer a sua experiência estudando uma especialização a distância:

De onde veio o desejo de criar a história “Sonhos da Isah”, que se transformou em livro e em desenho animado?

Da ideia de transformar em desenho animado os sonhos e as histórias da minha filha e por meio destes incentivar a guarda compartilhada dos filhos, que no Brasil é lei deste 2014 (Lei 13058-14), porém pouco aplicada pelo judiciário.

O que a Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão agregou na construção do vídeo?

Em meus estudos, aprendi técnicas desde escrever roteiro, até a produção como iluminação, som e filmagem. Foi o alicerce para as produções.

Por que você decidiu cursar a Especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão pela FUNIBER?

Procurava uma especialização em cinema, uma vez que as aulas que tinha na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), como aluno especial do Bacharelado nos cursos de Teatro e Cinema não estavam sendo suficientes, então escolhi a especialização em Direção e Produção de Cinema, Vídeo e Televisão. Achei a grade muito boa e depois de pesquisar, decidi pelo curso.

Qual a sua opinião sobre os professores da Especialização? E do programa de estudos?

A professora e orientadora Michele Moreira foi muito importante na minha formação incentivando e suprindo minha carência técnica, ali foi o início para produção literária e cinematográfica. A plataforma de ensino da FUNIBER é muito boa, intuitiva e com funções como em uma aula presencial.

O que você mais gostou da Especialização? O que destacaria?

As matérias sobre roteiro e produção, estas foram muito importantes no início e carrego estes conhecimentos até hoje.

Como Graduado em Publicidade, o que a Especialização trouxe para a sua vida profissional?

Agregou uma gama de conhecimentos específicos que não tive na faculdade, algo mais para concretizar o meu sonho de produzir curtas-metragens, sobretudo, em animação.

O que você diria às pessoas que estão planejando estudar a distância pela FUNIBER?

Que é uma ótima instituição educacional que usa uma técnica de ensino presente há muito tempo em muitos países, porém persistam na procura por conhecimento e atualizem-se constantemente, leiam sobre os assuntos estudados em publicações como revistas e artigos técnicos e procurem sempre estar atualizados por meio de cursos de atualização, pois a vida é uma constante busca de conhecimentos.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , ,