Como deve ser o aluno on-line?

Como deve ser o aluno on-line?

Perguntas frequentes

A educação on-line, ou a distância, oferece um novo paradigma no setor educacional. O foco do processo já não é um professor que leciona uma aula física para um grupo de alunos presenciais que escutam e aprendem. Esse papel eminentemente passivo dos alunos na educação convencional se transforma na metodologia on-line, o que significa que os estudantes necessitarão de outras qualidades que não são requeridas nas graduações presenciais; pelo fato do aluno on-line assumir um papel muito mais proativo, este se converte no epicentro do processo de ensino, com seu sucesso dependendo em boa parte de sua disciplina, constância e motivação. A seguir, detalhamos as características que o estudante on-line deve reunir para concluir seus estudos com êxito:

Independência e autonomia

O Instituto Profissional IACC destaca em sua página virtual a necessidade da autonomia por parte dos alunos, uma vez que estes devem organizar o ritmo de seus estudos e combinar as tarefas de graduação com outras obrigações. Por sua vez, outros portais se expressam em termos similares, como a Unidad de Cuajimalpa de la Universidade Autónoma Metropolitana de México (UAM), que destaca o autocontrole e a capacidade de autoavaliação como atributos essenciais para se estudar e trabalhar on-line, considerando a independência como um traço comum entre os alunos on-line que finalizaram suas graduações com sucesso. A página do portal educativo Universia en México também considera necessário aprender a estudar individualmente.

Habilidades comunicativas

A necessidade de autonomia e a não frequência de uma classe física com colegas não significa que não é necessário interagir; pelo contrário, é necessário interagir por meio de fóruns on-line habilitados para a graduação, com a intenção de tirar o máximo proveito da experiência formativa e se comunicar com colegas e tutores, como indica a página da IACC e o portal educativo Totem Guard. Salvo que se recorra a vídeo-chamadas, toda comunicação será feita por escrito e as possibilidades de uso da linguagem corporal ou o uso de contexto serão mínimas. Por isso, é importante ser extremamente preciso e hábil na comunicação escrita, considerada um requisito muito importante, mais do que se possa pensar em um primeiro momento.

Capacidade de organização

É necessário ter capacidade de organização para poder combinar a formação virtual com outras atividades cotidianas, sendo este um requisito indispensável destacado por portais como Totem Guard, UAMC e Universia.

Disciplina

É outro dos traços comumente citados, completamente necessário para não sucumbir em momento algum, em especial no primeiro semestre, etapa que o diário El Mundo chama “fase de incógnita”, na qual se estima que ocorram a maioria dos abandonos nas graduações on-line. A disciplina se relaciona estreitamente com a capacidade de organização, sendo fundamental que o aluno estabeleça os períodos e lugares de estudo para desenvolver o hábito de trabalhar diariamente e evitar distrações.

Proatividade e motivação

Sem um estudante que assuma responsabilidades em sua formação e se mantenha motivado é complicado finalizar a graduação on-line. Como afirma o portal virtual da Universia, nas graduações on-line a vontade de aprender deve vir do estudante; a UAM considera estar “altamente motivado” um dos requisitos dos alunos on-line que finalizam seus estudos com sucesso. Já o diário El País considera a motivação o “elemento chave”.

A importância da proatividade e da motivação é explicada pela necessidade do estudante on-line de ter que constantemente buscar informação e complementar sua aprendizagem com materiais adicionais. Algo fundamental em graduações on-line que, por outro lado, recomenda-se também para os estudos presenciais.

As graduações da FUNIBER

A Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) patrocina uma ampla variedade de mestrados, especializações e doutorados on-line, titulados por universidades com as quais possui convênio de colaboração. A FUNIBER, consciente dos requerimentos e exigências enfrentados pelos estudantes, pretende facilitar a experiência de estudar on-line oferecendo constante apoio, um campus virtual intuitivo, materiais disponíveis em papel e no Campus Virtual e também incentivando a comunicação entre estudantes e os professores.

| , , , , , , , , , , , , , ,

Uma das principais razões para se decidir cursar uma formação superior, seja de graduação ou de pós-graduação, é o leque de possibilidades profissionais que abrirá ao estudante no mercado de trabalho

Quais áreas podem oferecer um melhor futuro profissional?

Perguntas frequentes

Uma das principais razões para se decidir cursar uma formação superior, seja de graduação ou de pós-graduação, é o leque de possibilidades profissionais que abrirá ao estudante no mercado de trabalho. De fato, as circunstâncias socioeconômicas mudaram esse ponto de vista um pouco mais pragmático na primeira opção de muitos, deixando o romantismo que impregna o continuar uma vocação de toda a vida em um segundo plano. Por essa razão, a seguir estão expostas as áreas nas quais há mais oportunidades profissionais.

Engenharias relacionadas com as TIC

Vários portais como Idealista, Universia e o da agência de emprego Randstad destacam carreiras como a de Engenharia eletrônica, cujos ramos em alguns casos, como a de engenharia eletrônica industrial, têm taxas de emprego superiores a 95%. Nestes casos, doutorados e mestrados como o Mestrado em Engenharia Industrial que a FUNIBER patrocina exercem especial valor, pois permitem ao estudante desenvolver a atividade profissionais e aplicar os conhecimentos adquiridos enquanto cursa os estudos.

Outras engenharias que aparecem destacadas são da informática, da aeronáutica e da telecomunicações, todas elas com taxas de desemprego entre 10 e 5%. Em alguns casos, como a de engenheiro especialista em segurança informática, no Peru, conforme afirma a Universia, inclusive é maior a oferta de emprego do que a demanda, o que significa que há um déficit de profissionais qualificados.

O ranking elaborado pelo portal educativo Formação on-line para 2018 e 2019 aponta três engenharias relacionadas com as TIC entre as cinco carreiras com mais saídas profissionais; Engenharia Técnica Industrial, Engenharia Industrial e Engenharia Informática, e cinco entre as dez primeiras; as anteriores mais Informática e Engenharia de Telecomunicações.

A FUNIBER também patrocina formações de grau universitário titulado pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO) na área das engenharias relacionadas com as TIC; são o Grau em Engenharia Informática e o Grau em Engenharia de Organização Industrial.

Ciências Empresariais

A Universia coloca o âmbito empresarial como um dos quais necessita de mais profissionais capacitados atualmente, particularmente na região da América Latina, onde vários países estão experimentando um crescimento industrial importante nos últimos anos. A classificação elaborada por Formação on-line mencionada mais acima também situa as carreiras de Administração e Direção de Empresas e Ciências Empresariais entre suas cinco formações com mais saídas profissionais.

Os portais mencionados aconselham que continuem formando-se, enquanto é desenvolvida a atividade laboral, pois, como afirma o jornal econômico espanhol Cinco Dias, é importante cursar mestrados e doutorados para se especializar e estar preparado para os postos de emprego desejados. Por isso, na área das ciências empresariais, formações oficiais e de qualidade como o Mestrado em Administração e Direção de Empresas (MBA), titulado pela Universidad Internacional Iberoamericana de México (UNINI México) e a UNEATLANTICO são excelentes, já que permitem reunir atividade profissional e acadêmica.

Saúde

Os portais Idealista e Randstad ecoam da demanda de profissionais em diversos ramos da saúde, como a medicina, a farmácia e enfermagem, um fenômeno causado pelo aumento da expectativa de vida em muitas sociedades, o que por sua vez está contribuindo para o envelhecimento da população.

Randstad também aconselha aos profissionais continuar formando-se e especializando-se mediante mestrados, cursos e pós-graduação, já que isso os transforma em perfis muito apetecíveis tanto em saúde como em empresas do setor, a nível nacional e multinacional. Por tudo isso, programas como os Mestrados em Gestão e Pesquisa em Saúde e o Mestrado em Enfermagem com especialidade em Gestão de Saúde que a FUNIBER patrocina e podem facilitar o acesso dos estudantes para melhores oportunidades profissionais, e isso sem esquecer que o envelhecimento da população comentado previamente desembocará na necessidade de pessoal especializado na área da Gerontologia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), além disso, destaca as regiões da América Latina e do Caribe como mercados emergentes com déficit de pessoal da saúde capacitado a curto e médio prazo.

Esporte

O número de pessoas que pratica exercício e começa a se cuidar de maneira estável por meio do esporte cresce ano após ano, e isso muda o campo do esporte em um setor ativo economicamente e que demanda profissionais qualificados.

Essa demanda de pessoal qualificado concentra-se, em particular, no âmbito da prática de exercício físico como atividade com benefícios para saúde do praticante, por isso é muito importante que os profissionais tenham uma formação de alto nível e atualizada para saber o que é conveniente para cada organismo e elaborar, assim, planos de treinamento específicos os mais adequados possível.

O Mestrado em Atividade Física e Saúde que a FUNIBER patrocina oferece uma formação atualizada que capacita o estudante para atender essas demandas do mercado atual, já que permite aprofundar em todos os aspectos que se relacionam com o correto planejamento e execução do exercício físico, para maximizar, assim, os resultados e os benefícios que tem no organismo. O Mestrado também oferece uma base sólida para pesquisa no âmbito do esporte com o Doutorado em atividade física e saúde, uma formação que a FUNIBER patrocina desde seu lançamento em mês passado de novembro e que se começará a ser ministrado nas próximas semanas.

Para mais informação em doutorados, mestrados e especializações nas áreas mencionadas, no site da FUNIBER, você pode encontrar toda a informação sobre os programas que a Fundação patrocina.

| , , , , , , , , , ,

Tendências educacionais que ganharão importância em 2018

Tendências educacionais que ganharão importância em 2018

Perguntas frequentes

As previsões de especialistas e portais educativos sobre as tendências educacionais para o ano de 2018 concordam que práticas como mindfulness, conhecimento compartilhado e uso de plataformas virtuais serão elementos necessários no mundo do ensino em um futuro próximo, o que promoverá o estabelecimento definitivo da formação contínua como um requisito quase indispensável para poder evoluir profissionalmente. Abaixo, mostramos onde o setor educacional deverá evoluir nos próximos meses:

Menos aulas

Estamos caminhando para um mundo sem fronteiras, no qual será mais fácil interagir com pessoas de todo o mundo graças as redes. No último Congresso Internacional de Inovação Educativa de Monterrey (México), realizado em dezembro, verificou-se a adaptação desse fenômeno no contexto educacional; a educação será cada vez mais a distância, o que permitirá combinar estudos com outras atividades. Portanto, as instituições educacionais deverão adaptar seus programas para que possam ser cursados on-line sem perder qualidade, o que dá uma ideia da importância, cobrado pelos mestrados e doutorados a distância, como os oferecidos pela rede universitária com a qual a FUNIBER colabora.

Conhecimento compartilhado

Portais como a Universia falaram sobre esse conceito, que inclui o uso de recursos virtuais para compartilhar arquivos com colegas de classe de todo o mundo como o trabalho colaborativo por meio da rede, em que pessoas de diferentes lugares colaboram em um projeto comum.

Aprender fazendo

Também chamado de método “maker”, este conceito está intimamente relacionado com o trabalho colaborativo, os alunos aprendem de acordo com sua experiência realizando projetos e atividades. Portais educativos como Educação 3.0 preveem que a importância da cultura “maker” crescerá em 2018.

A metodologia “Aprender fazendo” é a dominante nas instituições com as quais a FUNIBER colabora, na verdade, a Fundação organizou oficinas para estudantes de mestrado e doutorado, patrocinados pela Fundação, para que se familiarizassem com esse método de ensino.

Formação contínua

No Congresso Internacional de Inovação Educativa 2017 de Monterrey foi falado sobre a necessidade de uma aprendizagem ao longo da vida para se adaptar a um mundo em constante evolução e em que os títulos e graus perderão importância a favor das habilidades aprendidas ao longo do caminho, o que dá uma importância maior para continuar se especializando e combinar a atividade educacional com o trabalho.

Mindfulness

Um conceito pouco utilizado no mundo da educação até agora, mas que muitos portais especializados, como Educação 3.0, Universia e Real Influencers, coincidem em destacar como uma tendência educacional num futuro próximo. O Mindfulness na educação, procura ensinar usando emoções, mediante estímulos positivos que reduzem o estresse e promovem o bem-estar. Na prática, aborda o aprendizado com base no entretenimento e visa despertar a curiosidade e o desejo de conhecer.

Mindfulness é uma das ferramentas com as quais o novo Mestrado em Coaching Pessoal e Liderança Organizacional, patrocinada pela FUNIBER com titulação pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLÁNTICO) propõe trabalhar.

| , , , , , , ,