Entrevista ao Dr. Antonio Pantoja: Falemos sobre o campo educativo na atualidade

Entrevista ao Dr. Antonio Pantoja: Falemos sobre o campo educativo na atualidade

Docentes

De 27 de julho a 3 de agosto o Dr. Antonio Pantoja ofereceu um ciclo de conferências e oficinas na Costa Rica e Colômbia, organizados com a participação da Universidad Internacional Iberoamericana (UNINI) e da Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO)

O ciclo formativo ministrado pelo Dr. Antonio Pantoja esteve dirigido aos alunos com bolsa de estudos pela FUNIBER que estão cursando algum dos Doutorados patrocinados pela Fundação graças à Rede Universitária em que colabora.

Antonio Pantoja é Doutor em Filosofia e Ciências da Educação e Professor na Universidade de Jaén (Espanha). Também, é Diretor de Mestrado e Doutorado em Educação da UNINI-MX.

Durante os bate-papos e oficinas que o Dr. Pantoja ministrou recentemente na América Latina, os alunos participantes receberam informação sobre diversos temas para os estudos de doutorado como, por exemplo, a metodologia de pesquisa científica e a difusão dos trabalhos de pesquisa através de revistas científicas indexadas. Também, o especialista falou sobre a metodologia que deve ser utilizada para a realização da tese doutoral como, por exemplo, que estrutura deve seguir uma Tese de Doutorado, que elementos a compõem ou que características linguísticas um texto acadêmico deste tipo deve ter.

Durante sua estadia na América Latina pudemos entrevistar o Dr. Pantoja para aprofundar sobre temas de atualidade relevantes no campo da educação superior.

O Doutorado é o grau acadêmico de mais alto nível

A sociedade hoje em dia precisa de profissionais altamente especializados, capazes de confrontar, de maneira cabal e eficiente, os desafios que aparecem em diversos campos como a ciência, a educação e as tecnologias da informação, entre outros. Os alunos de doutorado não podem ficar para trás, devem se preparar para contribuir ao desenvolvimento científico, tecnológico e humano da sociedade.

Neste sentido, o Dr. Pantoja afirma que os programas de doutorado patrocinados pela FUNIBER estão orientados à pesquisa profissional, e contam com o aval e o excelente nível acadêmico de prestigiosas universidades como a Universidad Internacional Iberoamericana (UNINI-México) e a Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

A metodologia educativa moderna é semipresencial

Os novos tempos apontam à combinação da tradição educativa com o emprego das novas tecnologias. Neste sentido, o Dr. Pantoja afirma durante a entrevista, quase não existem programas de doutorado totalmente presenciais, sendo as formações online as mais populares. Entretanto, o especialista adverte que se aposta por um tipo de formação mista em que estão incluídos processos de aprendizagem tanto presencial quanto com um alto componente a distância.

A principal vantagem da formação online é o manejo do tempo por parte dos alunos, assim como a possibilidade de internacionalizar o conhecimento pois diminuem as distâncias entre os distintos pesquisadores que realizam seus estudos em diversas partes do mundo.

O modelo educativo semipresencial permite que os alunos possam dispor de seu tempo de acordo com suas necessidades pessoais, profissionais e acadêmicas e proporciona espaços para o compartilhamento de experiências e conhecimentos pessoais, promovendo o contato integral.

Tema sobre a atualização educativa universitária

Durante a entrevista o Dr. Pantoja falou sobre diversos temas que interessam aos estudantes de educação superior, especialmente os de doutorado, aos que caracterizou como agentes sistêmicos, globais e integrais. Neste sentido, o pesquisador afirma que são quase idênticos os temas assim como as principais linhas de pesquisa desenvolvidas pelos alunos de doutorado na América Latina e Europa. Por exemplo, a pergunta sobre que novos campos poderia imaginar na área da pesquisa educativa, o Dr. Pantoja respondeu que as pesquisas atuais apontam ao uso das tecnologias da informação e das redes profissionais de busca de emprego.

Se você quer obter mais detalhes sobre os novos temas no campo da educação doutoral, no link a seguir você poderá acessar o vídeo com a entrevista completa de Antonio Pantoja:

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , ,

Luis Jiménez fala sobre o novo Mestrado em Psicologia Criminal patrocinado pela FUNIBER

Luis Jiménez fala sobre o novo Mestrado em Psicologia Criminal patrocinado pela FUNIBER

Docentes

O novo Mestrado em Psicologia Criminal, patrocinado pela FUNIBER, será conduzido por Luis Jiménez, que é o Diretor Geral da Escola Internacional de Criminologia.

Luis Jiménez é Graduado em Psicologia, com especialidade em Trabalho e organizações, também possui Formação Superior em Criminologia pela Universidade Europeia Miguel de Cervantes. Com formação em Psicologia e Criminologia, o diretor do novo mestrado possui uma longa experiência no setor. Esteve 12 anos como integrante da Polícia Judicial investigando casos de homicídio.

O novo Mestrado em Psicologia Criminal, com especialidade em psicologia forense, terá início no dia15 de setembro no modo on-line e será titulado pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

Conversamos com Luis Jiménez para conhecer no que consiste e que valores agregados tem o Mestrado em Psicologia Criminal, patrocinado pela FUNIBER, em comparação com outras especializações e quais são suas saídas profissionais, entre outros temas.

No que consiste o novo Mestrado em Psicologia Criminal?

No próximo dia 15 de setembro terá início um novo Mestrado em Psicologia Criminal, que será desenvolvido na área de criminologia, em que os alunos poderão conhecer as técnicas, as teorias e as ferramentas de avaliação utilizadas no amplo campo da psicologia criminal e, mais especificamente, dentro da psicologia forense. Ao mesmo tempo, terá início o Mestrado em Criminalística, dirigido também por Luis Jiménez, com um enfoque mais técnico aplicado ao apoio nos processos judiciais.

O Mestrado em Psicologia Criminal, patrocinado pela FUNIBER, oferece 90 créditos, com uma formação mais profunda sobre outros mestrados na área que é ministrada na atualidade. O programa é composto por vários módulos de estudo: um primeiro módulo em criminologia em geral; um segundo módulo em psicologia criminal; e um terceiro módulo de psicologia forense. Também, inclui práticas fiscalizadas e o trabalho final de Mestrado.

Potenciais saídas profissionais

Quanto às saídas profissionais, Jiménez assinala que “existe uma demanda nos processos judiciais, tanto civis como penais, de profissionais da psicologia forense” altamente qualificados para que a administração da justiça seja eficiente. Assim, o novo programa trata de formar profissionais que possam atuar como especialistas forenses, técnicos em instituições penitenciárias, ou trabalhar em escritórios de atenção à vítima, nas equipes psicossociais dos tribunais, nas clínicas médico legais, entre outras possibilidades profissionais.

Esta especialização é destinada a interessados com formação superior em Psicologia, Medicina, Criminologia ou Direito, mas também de carreiras afins, uma perspectiva mais ampla dentro de seu campo profissional. Os interessados podem realizar solicitações para a gestão de bolsas de estudos por meio da FUNIBER.

Alguns dados sobre os estudos em Psicologia Criminal

A Psicologia Criminal é a subdisciplina da Psicologia que é responsável pelo estudo do comportamento criminal. Esta matéria abrange uma série de técnicas, conhecimentos e ferramentas dirigidas a realizar os estudos pertinentes, contribuir com testes e fornecer resultados para determinar o perfil psicológico das pessoas envolvidas em um delito.

Da avaliação dos Psicólogos Criminais vai depender muitas vezes o futuro destas pessoas quanto aos vereditos como penas de prisão ou possíveis medidas penais, indenizações, etc. Por isso, estes profissionais devem ser capazes de garantir a eficácia dos processos de Justiça derivados de uma avaliação apropriada de todos os sujeitos envolvidos em atos penais e o grau de imputabilidade ou outras questões que afetam o processo penal.

A Psicologia Criminal é diferente da psicologia jurídica ou da psicologia forense, ao mesmo tempo, tem relação com outras disciplinas como a sociologia e a medicina. Portanto, é importante que os estudos com foco no campo da Psicologia Criminal sejam o mais abrangente possível e que compreendam outros aspectos além dos propriamente criminalísticos como a antropologia e a história.

Se você quiser obter mais detalhes sobre o novo Mestrado em Psicologia Criminal, no link a seguir, você poderá acessar o vídeo com a entrevista completa de Luis Jiménez, Diretor Acadêmico do programa:

 

 

Links relacionados:

| , , , , , , , , , ,

Luis Jiménez apresenta o novo Mestrado em Criminalística patrocinado pela FUNIBER

Luis Jiménez apresenta o novo Mestrado em Criminalística patrocinado pela FUNIBER

Docentes

Luis Jiménez é o Diretor Acadêmico do Mestrado em Criminalística patrocinado pela FUNIBER e titulado pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO), que terá início a partir do dia 15 de setembro de 2017

Luis Jiménez é Graduado em Psicologia, com especialidade no trabalho e organizações, pela Universidade Nacional de Educação a Distância (UNED) e tem Formação Superior em Criminologia pela Universidade Europeia Miguel de Cervantes.

Atualmente é o Diretor Acadêmico do Mestrado em Criminalística patrocinado pela FUNIBER, com titulação pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

Conversamos com Luis Jiménez para conhecer o estado atual dos estudos de graduação e de pós-graduação na área de Criminalística, em que consistem e quais valores acrescentados fornecem em relação a outras especializações e quais são suas saídas profissionais, entre outros temas.

A especialização na Criminalística no mercado de trabalho

Os estudos que têm por objeto analisar o crime como ato da realidade social, já conhecidos há várias décadas como estudos da Criminologia, possuem uma ampla tradição no conjunto das universidades iberoamericanas. Então, o grande desafio profissional dos formados em Criminologia é apresentado uma vez obtido o título face ao mercado de trabalho, pois são escassas as vacâncias que demandam formados generalistas.

Por outro lado, cada vez mais existem mais laboratórios privados de Criminalística e especialistas que oferecem serviços neste setor de crescente demanda. Os corpos policiais e os tribunais de Justiça demandam, cada vez mais, os serviços de técnicos em Criminalística.

Vantagens do Mestrado em Criminalística patrocinado pela FUNIBER

Neste sentido, para a busca efetiva de emprego é muito benéfico estudar uma especialidade que forneça oportunidades e saídas profissionais. Assim, o Mestrado em Criminalística, da Rede Universitária que a FUNIBER colabora, oferece uma carga acadêmica de 90 créditos, superior a outras especializações da área e uma titulação reconhecida pela Universidade Europeia do Atlântico (UNEATLANTICO). Este Mestrado é destinado a todos os profissionais com uma formação superior, contribuindo especialmente com Criminologistas e Advogados; por exemplo, para estes últimos, ajuda a discernir e replicar os relatórios entregues pelas autoridades policiais dentro dos processos legais.

Diante do atual mercado de trabalho, os estudantes do Mestrado em Criminalística obterão suficientes conhecimentos e ferramentas científicas para desenvolver a perícia profissional e oferecer uma assessoria geral nos casos penais. Eles, também, poderão especializar-se em três campos: em investigação criminal, em armamento, em balística. Os conhecimentos que são adquiridos neste Mestrado são gerais, embora seja percebida uma clara diferença competitiva nas subespecializações oferecidas e podem ser aplicados em qualquer país sem diferenças.

Desde o seu lançamento, no mês de junho, o Mestrado em Criminalística esteve recebendo solicitações de inscrição e os interessados já podem apresentar suas candidaturas às Bolsas de formação da FUNIBER para cursar o mestrado.

Conheça mais sobre o novo Mestrado em Criminalística assistindo a entrevista completa com o Diretor Acadêmico do programa no vídeo a seguir:

 

 

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , ,