Elisabete Santos, vice-campeã do concurso FuniMundial 2018 da FUNIBER

Entrevista de Elisabete Santos, vice-campeã do concurso FuniMundial 2018 da FUNIBER

Funi-concursos, Funimundial

Elisabete “Bety” Santos de Oliveira é aluna do Mestrado em Comunicação Corporativa patrocinado pela FUNIBER e titulado pela Universidade Europeia do Atlântico (UNEATLANTICO). A estudante de São Paulo (Brasil) finalizou o concurso da FUNIBER, FuniMundial 2018, em segundo lugar, após uma votação popular e graças ao seu trabalho fantástico Tática e Tradição“.

Como você soube do concurso?

Recebi a informação por e-mail, da Coordenadora Acadêmica da Área de Comunicação da FUNIBER, Mariana Dornelles.  Sou aluna, faço Mestrado em Comunicação e Jornalismo.

Por que você decidiu participar do concurso?

Antes de tudo, o que me interessou foi a bolsa de estudo. Depois, pensei em passar por uma experiência que ainda não tinha vivido: Falar sobre um tema desafiante, atual e interessante; competir mundialmente; construir conhecimentos conceituais, os quais têm muito peso por merecerem a todo momento atualização de informações, principalmente sobre escala dos jogadores e muito mais…

Como você promoveu seu texto nas semifinais e na final?

Divulguei o trabalho “Táticas e tradição” por meio de postagens em mídias sociais (Facebook, WhatsApp, Messenger, Instagram, correio eletrônico). O resultado foi alcançando não somente pelo voto direto dos colegas de rede, mas também pelo compartilhamento da postagem em seus feeds.

 O que você destacaria no concurso?

O concurso trouxe um ótimo desafio para os estudantes por tratar de um tema amplamente discutido, fazendo com que os participantes precisassem pensar além do comum. Contudo, o destaque fica por conta da grande variedade de subtemas sugeridos pela equipe da FUNIMUNDIAL, que permitiu alcançar variados cursos e áreas de pesquisa.

Como você avalia sua experiência participando do concurso FuniMundial 2018?

Avalio uma experiência diferente e desafiadora. Uma coisa é você escrever para um grupo de pessoas ou para o seu tutor; outra é escrever para o mundo e ser avaliada, na primeira fase, por uma banca experiente, composta por especialistas de diversas áreas de conhecimento.

Deseja participar dos próximos concursos?

Com certeza. Quero mais desafios e, quem sabe, conseguir uma bolsa de estudos que me favoreça fazer o doutorado mais adiante.

O que te levou a desenvolver o trabalho “Tática e Tradição“?

O subtema escolhido relaciona dois pontos que me despertaram o interesse imediato de pesquisa: as táticas que as equipes usam e as tradições de uma nação. Relacioná-los me proporcionou o maior desafio, pois durante as pesquisas, percebi que muitas seleções não apresentaram grau de relação com a história e cultura de seu país, pelo menos no meu olhar; além disso, o assunto é pouco explorado, o que dificulta selecionar informações e relacionar com o tema.

Outro desafio foi escolher o gênero textual. Optei pelo infográfico; primeiro, por ser um gênero que vem se destacando em vários meios de comunicação; segundo, por favorecer o desenvolvimento da redação em que une texto sucinto com imagens, dá a possibilidade de colocar o máximo de informações e tornar a leitura mais “leve” e agradável.

Você deixaria algum comentário ou mensagem para seus colegas na fase final e para a comunidade da FUNIBER?

Aos colegas da fase final, digo que é preciso ter coragem para seguir em frente e conquistar seus propósitos. Sendo assim, desejo muito entusiasmo, tudo de bom, muita sorte, sucesso e prosperidade em suas jornadas.

À comunidade da FUNIBER, mais do que um desejo, espero que mantenha os concursos para continuar dando oportunidade a todos de estudo e incentivo na construção de conhecimento. Muito obrigada FUNIBER por me proporcionar essa experiência inédita!

| , , , , , , , , , , , ,

Entrevista de Yeimer Sanclemente, ganhador do concurso FuniMundial 2018

Entrevista de Yeimer Sanclemente, ganhador do concurso FuniMundial 2018

Funi-concursos, Funimundial

Yeimer Andrés Sanclemente Agualimpia é o recente ganhador do concurso FuniMundial 2018 da FUNIBER, graças ao seu incrível trabalho “Futebolistas, livros e educação Virtual”. O aluno de Medelim (Colômbia) é um dos primeiros estudantes do novo Doutorado em Atividade Física e Esporte patrocinado pela FUNIBER desde a última primavera, titulada pela Universidad Internacional Iberoamericana de México (UNINI-MX).

O prêmio por ter ganho o FuniMundial 2018 da FUNIBER foi um Tablet e uma bolsa de estudos de 80% para estudar em um programa de mestrado patrocinado pela FUNIBER.

Como soube do concurso?

Conheci o concurso pela página da FUNIBER e no Campus Virtual do Doutorado em Atividade Física e Esporte, onde a coordenadora, a Dra. María Martín García, convidou todos os alunos do doutorado para participar.

Por quê decidiu participar do concurso?

Gostei das características do concurso e me motivei em colocar à prova meus conhecimentos, era um belo desafio. Podia analisar o Mundial por outra perspectiva e falar de um tema que me interessava e que, frequentemente, passava despercebido, que era a educação dos futebolistas e suas possibilidades para cursas o ensino superior.

Como você promoveu seu texto nas semifinais e na final?

Comuniquei aos familiares e amigos que lessem meu texto e que compartilhassem se gostassem. Alguns de meus amigos são treinadores de futebol e isso me permitiu chegar a um grande número de esportistas que acharam o texto interessante.

O quê você destacaria sobre o concurso?

O melhor foi o intercâmbio acadêmico e cultural entre os participantes, foi muito enriquecedor conhecer todas as propostas e pontos de vista dos participantes. O FuniMundial 2018 me ensinou a forma de aplicar os conhecimentos de forma lúdica sem perder o rigor acadêmico.

Como você avalia sua experiência fazendo parte do FuniMundial 2018?

Foi uma experiência fantástica, já que me permitiu adquirir conhecimento e aprender enquanto me divertia. Consegui um crescimento pessoal muito interessante e significativo e pude conhecer pessoas de outros países e estreitar vínculos com trabalhos acadêmicos.

Você acredita que participará dos próximos concursos?

Possivelmente, voltarei. Quero conhecer as características de outros concursos da FUNIBER para poder aplicar o conhecimento adquirido nos cursos patrocinados pela Fundação.

O que levou a elaborar o trabalho “Futebolistas, livros e educação virtual“?

Tenho um irmão pequeno que é futebolista de alto nível que conseguiu ingressar na universidade para estudar Administração de Empresas, mas teve que deixar os estudos por causas das constantes viagens relacionadas ao esporte. Após dois anos sem estudar, decidiu estudar on-line para tentar combinar seus sonhos esportivos com uma formação acadêmica sólida. Sua história me inspirou para elaborar o trabalho do qual participei no FuniMundial 2018 da FUNIBER.

Algum comentário ou mensagem para seus companheiros da fase final e para a comunidade da FUNIBER?

Quero expressar meu profundo respeito e admiração por ambas finalistas. Li seus trabalhos e me fascinaram. Eram documentos de alta qualidade e que tinham visões muito interessantes. Também, quero agradecer o apoio da comunidade da FUNIBER, tenho muita sorte pelo crescimento pessoal que passei desde que iniciei os estudos patrocinados pela Fundação.

| , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Colômbia é a vencedora do concurso FuniMundial 2018

Colômbia vence o concurso FuniMundial 2018 da FUNIBER!

Funi-concursos, Funimundial

O finalista colombiano Yeimer Andrés Sanclemente Agualimpia foi proclamado vencedor da competição FuniMundial 2018 organizada pela FUNIBER, após uma emocionante final decidida por voto popular, em que conseguiu superar os candidatos do Brasil e da Venezuela.

Yeimer Andrés Sanclemente impressionou a comunidade da FUNIBER com seu trabalho “Futebolistas, livros e educação virtual”, no qual ele reflete sobre as oportunidades que os profissionais de futebol têm na busca pela educação superior. Além de mencionar alguns casos de jogadores que realizaram estudos universitários, ele enfatiza a oportunidade que a educação on-line oferece aos atletas de elite que querem fazer mestrado e doutorado.

O mais novo vencedor do FuniMundial 2018, que obteve 1213 votos, é um dos primeiros estudantes do Doutorado em Atividade Física e Esporte, um programa inovador de alto nível ministrado desde o último 15 de março pela FUNIBER e diplomado pela Universidade Internacional Iberoamericana do México (UNINI México).

No segundo lugar do concurso FuniMundial 2018, com 729 votos, está a brasileira Elisabete Santos de Oliveira, estudante do Mestrado em Comunicação Corporativa, diplomado pela Universidade Europeia do Atlântico (UNEATLANTICO). A participante brasileira analisa em sua obra “Tática e tradição” as possíveis relações existentes entre as culturas de determinados países e as táticas e estilos de jogo utilizados por suas seleções.

A venezuelana Yolbeny Libey Labrador, estudante do Mestrado em Intervenção Psicológica no Desenvolvimento e na Educação pela UNEATLANTICO, terminou conquistando o terceiro lugar no concurso FuniMundial 2018, com 251 votos. Yolbeny participou do FuniMundial 2018 com o trabalho “O futebol e a educação em valores”, um estudo sobre os valores que o futebol dissemina e que os jogadores divulgam, ou devem transmitir, em determinadas situações do jogo.

Esta é a segunda vez que a Fundação comemora o FuniMundial, após a enorme aceitação a primeira edição, realizada em 2014, por ocasião da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. A vencedora dessa edição foi a costarriquenha Rosa Abdelnour Granadosf. Em 2016, a Fundação organizou pela primeira vez o concurso Olimpíadas FUNIBER, do qual Samuel Winesse, de Moçambique, foi o vencedor.

O FuniMundial 2018 da FUNIBER encerra-se com sucesso nas participações, ainda que o destaque tenha sido a animação dos membros da comunidade da FUNIBER na contribuição com seus trabalhos e na criatividade na construção de uma competição saudável e de conhecimento coletivo. Vale destacar, também, a oportunidade que os participantes tiveram de aprendizado sobre divulgação de seus trabalhos e projetos através de redes sociais, uma habilidade que, no mundo atual, merece ser considerada.

Com competições como a FuniMundial, a FUNIBER busca promover criatividade, educação, conhecimento e cultura. A disseminação desses valores é a razão da existência da Fundação.

| , , , ,