Kilian Tutusaus: “Fiz a ponte entre as ideias do pessoal académico e a solução tecnológica”.

Kilian Tutusaus: “Fiz a ponte entre as ideias do pessoal académico e a solução tecnológica”.

Conheça Kilian Tutusaus, PhD em Engenharia de Projectos, chefe do departamento de aprendizagem do Centro Tecnológico FUNIBER e colaborador do projecto FINANCEn_LAB.

A curiosidade e o desejo de continuar a aprender levaram o doutor Kilian Tutusaus a entrar no campo da pesquisa científica e da tecnologia. Desde que entrou para a FUNIBER há mais de uma década, tem participado em vários projectos destinados à educação online.

Entre as suas contribuições mais recentes está a criação de um simulador para o projecto europeu FINANCEn_LAB, financiado pela União Europeia através do programa Erasmus+, no qual a FUNIBER participa em conjunto com cinco parceiros internacionais.

Juntamente com a rede universitária em que a FUNIBER participa, foi criada uma ferramenta tecnológica cuja função é simular os resultados de diferentes casos no campo do empreendedorismo empresarial num ambiente de formação virtual, e destina-se a jovens, estudantes ou não, que desejem iniciar novos projectos.

Formação multidisciplinar e soluções tecnológicas

Embora a sua formação seja multidisciplinar, com estudos em Ciências Marinhas, Engenharia Ambiental e Engenharia de Projectos, a Tutusaus passou os últimos 20 anos a gerir EVEA’s (Virtual Teaching and Learning Environment) e a satisfazer as necessidades tecnológicas dos seus utilizadores e da instituição.

“Inventei um método para gerar valor para professores e estudantes a partir dos dados gerados numa EVEA”, explica.

A sua experiência em muitos projectos, para além da sua formação, deu-lhe os conhecimentos necessários para colaborar no projecto FINANCEn_LAB. “Fiz compreensivelmente a ponte entre as ideias do pessoal académico e a solução tecnológica, trazendo novas abordagens e compreendendo as necessidades conceptuais”, diz ele.

Kilian Tutusaus explica que, a fim de criar uma solução tecnológica, “o mais importante é conhecer o objectivo da solução. Com isto em mente, é preciso muitas reuniões e paciência para descobrir esse propósito e transformá-lo em algo tecnologicamente viável.

Como desenhar um simulador

Neste projecto, foi necessário conceber um simulador que criasse ambientes diferentes com base em estudos de caso fornecidos pelos professores. Cada ambiente é aleatorizado de acordo com certos limites por eles impostos. Em cada tentativa, o estudante enfrenta o mesmo problema de diferentes pontos de vista: as declarações e os valores iniciais são gerados aleatoriamente. E finalmente, quando o aluno completa o caso, todas as interacções e variáveis iniciais são registadas de modo a que os padrões possam ser encontrados e aplicados no simulador.

Segundo Tutusaus, “transferir os estudos de casos estáticos para uma interface web que gera diferentes condições ambientais tem sido, sem dúvida, o maior desafio que temos tido. Não podíamos programar cada caso de forma diferente, porque isto impediria qualquer automatização futura. Assim, decidimos criar um método separado para gerar casos simulados e, separadamente, um jogador.

Após a criação do simulador, este foi testado num ambiente onde 250 estudantes praticaram situações mais diversas do mesmo problema.

Veja aqui a entrevista completa com o Dr. Kilian Tutusaus:

 

Quer saber mais sobre o projeto FINANCEn_LAB?

O projecto visa melhorar a literacia financeira e dirige-se a jovens, estudantes ou não, mas também a empreendedores que queiram iniciar novos projectos.

Com a metodologia desenvolvida, pretende preencher a lacuna de competências financeiras práticas consideradas como uma barreira crítica ao empreendedorismo.

Mais informações: https://www.financenlab.com/