Joanna Chavarría Loli é uma aluna natural de Lima (Peru) que cursou o Mestrado em Direção Estratégica de Marketing para crescer profissionalmente

Opinião de Joanna Chavarría, aluna peruana bolsista pela FUNIBER

Opiniões dos alunos, Opinioes Funiber

Joanna Chavarría Loli é uma aluna natural de Lima (Peru) que cursou o Mestrado em Direção Estratégica de Marketing com o objetivo de crescer profissionalmente e poder exercer a docência em centros universitários.

Como você ficou sabendo da FUNIBER e da atividade da Fundação?

Fiquei sabendo da existência da FUNIBER graças a uma colega de trabalho que foi ex-aluna. Ela me falou das vantagens de estudar os cursos patrocinados pela FUNIBER e do quanto ficou satisfeita com a experiência.

O que fez você decidir pela FUNIBER?

A FUNIBER oferecia muitas facilidades; cursei o Mestrado que me interessava, a inscrição foi muito simples e o valor era muito acessível graças ao Programa de Bolsas da Fundação.

Como foi sua experiência com a Fundação? Sentiu-se apoiada e recebeu suporte em seus estudos?

Sim, me senti apoiada em todos os momento. Um dos aspectos que mais me motivava era que de tempos em tempos uma pessoa da FUNIBER me contatava para felicitar-me por meu avanço ou para me consultar se eu tinha alguma pergunta sobre o Mestrado. Também ajudou dispor dos materiais impressos do Mestrado, isso permitiu me organizar melhor.

Como foi a experiência de estudar a distância? Quais as vantagens e as desvantagens desse sistema? Foi difícil poder concluir seus estudos?

Estudar a distância exige muita capacidade de organização e automotivação. É importante estabelecer pequenas metas e alcança-las, para poder estabelecer outras novas. Esta mentalidade me ajudou a não abandonar meus estudos e ir passo a passo. Estudar on-line permite avançar no tempo libre e isso é muito cômodo quando se tem outros tipos de obrigações.

O curso e os professores atenderam às suas expectativas?

Sim, os conteúdos foram muito bons e atualizados e os professores me ajudaram muito. Todas as matérias estudadas estavam devidamente atualizadas e eu pude aplicá-las com êxito em minha área de trabalho.

O que você destacaria da sua experiência cursando os estudos patrocinado pela FUNIBER?

A oportunidade de estudar um mestrado titulado por uma instituição de prestígio internacional, completamente a distância e acessível economicamente.

Você tem conseguido aplicar os conhecimentos adquiridos com a formação patrocinada pela FUNIBER?

Sim, claro, graças aos novos conhecimentos adquiridos, pude implementar melhorias no meu local de trabalho e propor novos métodos de acompanhamento dos resultados de ações de marketing que realizo.

Você espera que a formação obtida pela FUNIBER lhe abra novos horizontes profissionais? Quais?

De fato, tenho a esperança de me dedicar ao ensino universitário no futuro e o mestrado pode me dar essa oportunidade, já que é necessário um nível de formação equivalente a um mestrado para ser um professor universitário.

Você recomendaria os programas patrocinados pela FUNIBER para algum amigo ou familiar?

Sim, da mesma forma que me recomendaram, acredito que é uma boa e séria alternativa de estudo.

| , , , , , , , , , , , , , ,

Elisabete Santos, vice-campeã do concurso FuniMundial 2018 da FUNIBER

Entrevista de Elisabete Santos, vice-campeã do concurso FuniMundial 2018 da FUNIBER

Funi-concursos, Funimundial

Elisabete “Bety” Santos de Oliveira é aluna do Mestrado em Comunicação Corporativa patrocinado pela FUNIBER e titulado pela Universidade Europeia do Atlântico (UNEATLANTICO). A estudante de São Paulo (Brasil) finalizou o concurso da FUNIBER, FuniMundial 2018, em segundo lugar, após uma votação popular e graças ao seu trabalho fantástico Tática e Tradição“.

Como você soube do concurso?

Recebi a informação por e-mail, da Coordenadora Acadêmica da Área de Comunicação da FUNIBER, Mariana Dornelles.  Sou aluna, faço Mestrado em Comunicação e Jornalismo.

Por que você decidiu participar do concurso?

Antes de tudo, o que me interessou foi a bolsa de estudo. Depois, pensei em passar por uma experiência que ainda não tinha vivido: Falar sobre um tema desafiante, atual e interessante; competir mundialmente; construir conhecimentos conceituais, os quais têm muito peso por merecerem a todo momento atualização de informações, principalmente sobre escala dos jogadores e muito mais…

Como você promoveu seu texto nas semifinais e na final?

Divulguei o trabalho “Táticas e tradição” por meio de postagens em mídias sociais (Facebook, WhatsApp, Messenger, Instagram, correio eletrônico). O resultado foi alcançando não somente pelo voto direto dos colegas de rede, mas também pelo compartilhamento da postagem em seus feeds.

 O que você destacaria no concurso?

O concurso trouxe um ótimo desafio para os estudantes por tratar de um tema amplamente discutido, fazendo com que os participantes precisassem pensar além do comum. Contudo, o destaque fica por conta da grande variedade de subtemas sugeridos pela equipe da FUNIMUNDIAL, que permitiu alcançar variados cursos e áreas de pesquisa.

Como você avalia sua experiência participando do concurso FuniMundial 2018?

Avalio uma experiência diferente e desafiadora. Uma coisa é você escrever para um grupo de pessoas ou para o seu tutor; outra é escrever para o mundo e ser avaliada, na primeira fase, por uma banca experiente, composta por especialistas de diversas áreas de conhecimento.

Deseja participar dos próximos concursos?

Com certeza. Quero mais desafios e, quem sabe, conseguir uma bolsa de estudos que me favoreça fazer o doutorado mais adiante.

O que te levou a desenvolver o trabalho “Tática e Tradição“?

O subtema escolhido relaciona dois pontos que me despertaram o interesse imediato de pesquisa: as táticas que as equipes usam e as tradições de uma nação. Relacioná-los me proporcionou o maior desafio, pois durante as pesquisas, percebi que muitas seleções não apresentaram grau de relação com a história e cultura de seu país, pelo menos no meu olhar; além disso, o assunto é pouco explorado, o que dificulta selecionar informações e relacionar com o tema.

Outro desafio foi escolher o gênero textual. Optei pelo infográfico; primeiro, por ser um gênero que vem se destacando em vários meios de comunicação; segundo, por favorecer o desenvolvimento da redação em que une texto sucinto com imagens, dá a possibilidade de colocar o máximo de informações e tornar a leitura mais “leve” e agradável.

Você deixaria algum comentário ou mensagem para seus colegas na fase final e para a comunidade da FUNIBER?

Aos colegas da fase final, digo que é preciso ter coragem para seguir em frente e conquistar seus propósitos. Sendo assim, desejo muito entusiasmo, tudo de bom, muita sorte, sucesso e prosperidade em suas jornadas.

À comunidade da FUNIBER, mais do que um desejo, espero que mantenha os concursos para continuar dando oportunidade a todos de estudo e incentivo na construção de conhecimento. Muito obrigada FUNIBER por me proporcionar essa experiência inédita!

| , , , , , , , , , , , ,

Mussa António, aluno moçambicano bolsista pela FUNIBER: “A FUNIBER á uma instituição de prestígio internacional”

Mussa António, aluno moçambicano bolsista pela FUNIBER: “A FUNIBER á uma instituição de prestígio internacional”

Opiniões dos alunos, Opinioes Funiber

Mussa Basílio Cardoso António é um aluno moçambicano que cursou, com bolsa de estudo pela FUNIBER, o Mestrado em Direção Estratégica em Tecnologias da informação, titulado pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO). Este aluno da região de Quelimane avalia muito positivamente a reputação da FUNIBER e, após um período de adaptação, ficou muito satisfeito com o Mestrado e com a Fundação.

Como você ficou sabendo da FUNIBER e da atividade da Fundação?

Conheci a FUNIBER por um familiar, que cursou os estudos patrocinados pela Fundação e concluiu muito satisfeito.

O que fez você decidir pela FUNIBER?

O prestígio internacional da Fundação foi fundamental. É uma instituição reconhecida em todo o mundo e com uma boa reputação.

Como foi sua experiência com a Fundação? Sentiu-se apoiado e recebeu suporte em seus estudos?

Minha experiência com a FUNIBER foi muito positiva, me senti apoiado em todos os momentos, além do pessoal da Fundação em Moçambique serem muito atenciosos.

Como foi a experiência de estudar a distância? Quais as vantagens e as desvantagens desse sistema? Foi difícil concluir seus estudos?

Estudar a distância foi um desafio muito interessante; inicialmente tive muitas dificuldades, mas fui me adaptando aos poucos e me familiarizando com a plataforma. Uma vez finalizado o processo de adaptação, é necessário apenas manter um certo nível de disciplina e não se torna difícil acabar os estudos.

A formação e os professores atenderam às suas expectativas?

Sim, os conteúdos do Mestrado são de alto nível e muito atualizados. Os professores são excelentes; são pessoas muito preparadas e com muita experiência.

O que você destacaria da sua experiência cursando os estudos patrocinados pela FUNIBER?

O que mais destaco são os conteúdos do Mestrado, visto que são de alto nível e que me permitiram aprender muito sobre as TIC.

Você tem conseguido aplicar os conhecimentos adquiridos com a formação patrocinada pela FUNIBER?

Sim, estou conseguindo aplicar tudo o que aprendi em minha vida profissional e, até mesmo, assessorar alguns companheiros.

Você espera que a formação obtida pela FUNIBER lhe abra novos horizontes profissionais? Quais?

Sim, tenho certeza de que esse Mestrado me abrirá muitas portas, como já tem feito.

É necessário apenas manter os olhos abertos e a mesma atitude proativa que desenvolvi cursando o Mestrado.

Você recomendaria os programas patrocinados pela FUNIBER para algum amigo ou familiar?

Sim, sem dúvida, é algo que tenho recomendado e continuo recomendando ativamente e, atualmente, três amigos meus estão estudando formações patrocinadas pela FUNIBER.

 

 

| , , , , , , , , , , ,