Opinião da Rossana Villalba, aluna do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinados pela FUNIBER

Opinião da Rossana Villalba, aluna do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinados pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Rossana Villalba, aluna do Paraguai, bolsista pela FUNIBER do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional fala sobre a sua experiência estudando a distância

Rossana, natural de San Lorenzo (Paraguai), é Graduada em Estatística Matemática, da Faculdade de Ciências Exatas e Naturais da Universidade Nacional de Assunção (UNA). Além disso, possui o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER com titulação pela Universidade Internacional Iberoamericana (UNINI Porto Rico). Atualmente, é docente na Universid.

Conversamos com a aluna paraguaia para conhecer a sua experiência estudando a distância:

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER?

Decidi cursar o Mestrado em Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER, porque este curso contempla o programa de estudo, pela experiência dos tutores e pelo modelo pedagógico que se baseia a formação em sala de aula virtual que se adapta às minhas necessidades, tais como aspectos relativos para ampliar os meus conhecimentos profissionais, de acordo com a organização do meu tempo.

O que você mais gostou do Mestrado? O que destacaria?

Em primeiro lugar, devo destacar o profissionalismo, o apoio e acompanhamento constante que tive da secretária da minha sede no Paraguai. Em segundo lugar, o campus virtual e as plataformas utilizadas são bastante acessíveis e fáceis de utilizar. Também, devo mencionar que o suporte da equipe técnica foi ótimo.

Qual a sua opinião sobre os professores do Mestrado? E do programa de estudos?

Em termos gerais, os tutores do Mestrado têm demonstrado capacidades para orientar, apoiar, guiar e facilitar oportunidades de aprendizagem dentro da sala de aula. Do meu ponto de vista, o programa oferece ferramentas conceituais e metodológicas que permitem um ambiente de aprendizagem construtiva e colaborativa, tanto nos casos de estudos como na elaboração de projeto.

Como Graduada em Matemática e Estatística, qual foi a contribuição do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER?

A estatística é uma disciplina muito ampla, que abrange um campo muito profundo em qualquer lugar de trabalho; por isso, meu interesse pela cooperação internacional. Devo destacar que aprendi a redigir a Dissertação; além disso, pesquisei e aprendi sobre as Normas Nacionais e Internacionais de Segurança em Prevenção de Riscos Elétricos, que foi meu tema de dissertação da Realidade Nacional, e que apontou a falta de cultura preventiva ante os riscos elétricos dentro da universidade.

Como docente na Universidade Nacional de Assunção, como está aplicando os conhecimentos aprendidos em seu dia a dia profissional?

Apresentei um projeto de melhorias no sistema da área de trabalho, assim como um protocolo de estatística acadêmica.

O que diria às pessoas que estão planejando estudar a distância por meio da FUNIBER?

Segundo Nelson Mandela “A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo”. Em nossos tempos, as oportunidades de estudos são muitas; entretanto, os compromissos assumidos em nossa vida, tanto no pessoal, como no profissional, fazem que seja muito difícil estudar. A luta é dura, não importa as dificuldades, mas os resultados são positivos ao desenvolver nossos talentos humanos.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , ,

Luis Jiménez fala sobre o novo Mestrado em Psicologia Criminal patrocinado pela FUNIBER

Luis Jiménez fala sobre o novo Mestrado em Psicologia Criminal patrocinado pela FUNIBER

Docentes

O novo Mestrado em Psicologia Criminal, patrocinado pela FUNIBER, será conduzido por Luis Jiménez, que é o Diretor Geral da Escola Internacional de Criminologia.

Luis Jiménez é Graduado em Psicologia, com especialidade em Trabalho e organizações, também possui Formação Superior em Criminologia pela Universidade Europeia Miguel de Cervantes. Com formação em Psicologia e Criminologia, o diretor do novo mestrado possui uma longa experiência no setor. Esteve 12 anos como integrante da Polícia Judicial investigando casos de homicídio.

O novo Mestrado em Psicologia Criminal, com especialidade em psicologia forense, terá início no dia15 de setembro no modo on-line e será titulado pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

Conversamos com Luis Jiménez para conhecer no que consiste e que valores agregados tem o Mestrado em Psicologia Criminal, patrocinado pela FUNIBER, em comparação com outras especializações e quais são suas saídas profissionais, entre outros temas.

No que consiste o novo Mestrado em Psicologia Criminal?

No próximo dia 15 de setembro terá início um novo Mestrado em Psicologia Criminal, que será desenvolvido na área de criminologia, em que os alunos poderão conhecer as técnicas, as teorias e as ferramentas de avaliação utilizadas no amplo campo da psicologia criminal e, mais especificamente, dentro da psicologia forense. Ao mesmo tempo, terá início o Mestrado em Criminalística, dirigido também por Luis Jiménez, com um enfoque mais técnico aplicado ao apoio nos processos judiciais.

O Mestrado em Psicologia Criminal, patrocinado pela FUNIBER, oferece 90 créditos, com uma formação mais profunda sobre outros mestrados na área que é ministrada na atualidade. O programa é composto por vários módulos de estudo: um primeiro módulo em criminologia em geral; um segundo módulo em psicologia criminal; e um terceiro módulo de psicologia forense. Também, inclui práticas fiscalizadas e o trabalho final de Mestrado.

Potenciais saídas profissionais

Quanto às saídas profissionais, Jiménez assinala que “existe uma demanda nos processos judiciais, tanto civis como penais, de profissionais da psicologia forense” altamente qualificados para que a administração da justiça seja eficiente. Assim, o novo programa trata de formar profissionais que possam atuar como especialistas forenses, técnicos em instituições penitenciárias, ou trabalhar em escritórios de atenção à vítima, nas equipes psicossociais dos tribunais, nas clínicas médico legais, entre outras possibilidades profissionais.

Esta especialização é destinada a interessados com formação superior em Psicologia, Medicina, Criminologia ou Direito, mas também de carreiras afins, uma perspectiva mais ampla dentro de seu campo profissional. Os interessados podem realizar solicitações para a gestão de bolsas de estudos por meio da FUNIBER.

Alguns dados sobre os estudos em Psicologia Criminal

A Psicologia Criminal é a subdisciplina da Psicologia que é responsável pelo estudo do comportamento criminal. Esta matéria abrange uma série de técnicas, conhecimentos e ferramentas dirigidas a realizar os estudos pertinentes, contribuir com testes e fornecer resultados para determinar o perfil psicológico das pessoas envolvidas em um delito.

Da avaliação dos Psicólogos Criminais vai depender muitas vezes o futuro destas pessoas quanto aos vereditos como penas de prisão ou possíveis medidas penais, indenizações, etc. Por isso, estes profissionais devem ser capazes de garantir a eficácia dos processos de Justiça derivados de uma avaliação apropriada de todos os sujeitos envolvidos em atos penais e o grau de imputabilidade ou outras questões que afetam o processo penal.

A Psicologia Criminal é diferente da psicologia jurídica ou da psicologia forense, ao mesmo tempo, tem relação com outras disciplinas como a sociologia e a medicina. Portanto, é importante que os estudos com foco no campo da Psicologia Criminal sejam o mais abrangente possível e que compreendam outros aspectos além dos propriamente criminalísticos como a antropologia e a história.

Se você quiser obter mais detalhes sobre o novo Mestrado em Psicologia Criminal, no link a seguir, você poderá acessar o vídeo com a entrevista completa de Luis Jiménez, Diretor Acadêmico do programa:

 

 

Links relacionados:

| , , , , , , , , , ,

Daniel Bueno, aluno da Espanha bolsista da FUNIBER

Opinião de Daniel Bueno, aluno do Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira patrocinado pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Daniel Bueno, aluno da Espanha bolsista da FUNIBER do Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira, opina sobre sua experiência estudando a distância e como a experiência lhe ajudou em seu desenvolvimento profissional

Daniel, natural de Madri (Espanha), tem a Graduação em Educação Primária com menção ao Ensino de Inglês como Língua Estrangeira pela Universidade Pontifícia de Comillas. Também, tem o Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira patrocinado pela FUNIBER, com titulação pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

Ao longo de sua trajetória profissional, o aluno espanhol foi professor de inglês e espanhol como língua estrangeira. Uma vez terminada a Graduação, mudou-se para a China para trabalhar como Professor de Espanhol na Universidade Internacional de Heilongjiang (HIU), onde foi renomado Coordenador da equipe docente encarregada dos níveis B1-B2. Do mesmo modo, em Heilongjiang fez parte durante dois anos do Comitê Científico do Congresso de ELE (Espanhol como Língua Estrangeira), organizado por esta universidade.

Atualmente, e graças a uma oferta de trabalho publicada pela FUNIBER, Daniel é Professor de Pronúncia, Conversação e Compreensão Auditiva na Universidade de Xiamen.

Conversamos com o aluno espanhol para conhecer sua experiência estudando a distância e como estes estudos lhe ajudaram em seu desenvolvimento profissional:

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira patrocinado pela FUNIBER?

No ano 2013, cheguei na China para trabalhar como Professor de Espanhol na Universidade Internacional de Heilongjiang, e para mim foi uma oportunidade excelente. Antes de ser selecionado, tinha decidido dedicar-me ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira e estava procurando um Mestrado que me permitisse tomar este caminho. Entretanto, ao conseguir este trabalho em Heilongjiang, decidi esperar um ano e depois cursar o Mestrado on-line através da FUNIBER. Esta era a melhor opção para não perder meu posto de trabalho e seguir me capacitando, não queria desperdiçar um ano de experiência como professor para cursar um Mestrado quando podia fazer as duas coisas ao mesmo tempo.

O que você mais gostou do Mestrado? O que destacaria?

Eu gostei muito que a maioria das disciplinas é avaliada principalmente com um trabalho final no lugar de um exame. Fazer um trabalho te orienta à ação, a pôr em prática aspectos teóricos aprendidos durante a disciplina.

Por isso, me parece que a elaboração de um trabalho final é muito mais completa que fazer exames, já que une os âmbitos prático e teórico, enquanto um exame costuma ficar no teórico.

O que você opina sobre os professores do Mestrado? E sobre o programa de estudos?

Os professores são todos muito profissionais e estão sempre dispostos a ajudar. Além disso, se vê que são especialistas no ensino de ELE e também conhecidos, em meu caso, já que me dedico ao ensino de espanhol a estudantes que falam chinês, e foi um prazer descobrir que um de meus professores era Maximiliano Cortês. O programa de estudos é o adequado para te capacitar como professor de ELE, tenha-se ou não experiência neste campo.

Como o Mestrado em Linguística Aplicada ao Ensino de Espanhol como Língua Estrangeira complementou sua formação? Em que contribuiu?

Contribuiu com os conhecimentos necessários para poder dedicar-me a minha atual profissão, assim como para aprender a realizar uma pesquisa em curso e a saber onde buscar para seguir me atualizando com o passar dos anos. Por outro lado, se você deseja dedicar-se a ensinar espanhol como língua estrangeira, é fundamental ter este Mestrado, e mais ainda se há interesse em trabalhar em uma universidade, como é meu caso. Cada vez há mais professores de espanhol e mais competência, e também estou observando que cada vez é mais difícil ter um trabalho sem uma Especialização. O mais seguro é que em alguns anos já seja um requisito indispensável em todos os centros, ao menos na China, que é o contexto que eu conheço melhor.

Como a FUNIBER facilitou a possibilidade de trabalhar na Universidade de Xiamen, na China?

A FUNIBER mandou informação aos estudantes do Mestrado em Linguística Aplicada sobre esta oferta de trabalho e como fazer para nos candidatar. Uma vez selecionado, me ajudaram muito na comunicação com a Universidade de Xiamen, assim como em todos os trâmites que foram precisos para poder trabalhar na China, que são muitos. A verdade é que estou muito contente com meu atual emprego nesta universidade e sou consciente de que não o teria conseguido sem a FUNIBER. Estou também muito grato a Saiketa Weng, delegada da FUNIBER na China, graças o todo o tedioso processo administrativo se fez muito mais fácil de levar, ela sempre mostrou sua disponibilidade para ajudar com qualquer problema ou dúvida que eu tivesse, foi um verdadeiro prazer poder administrar tudo isto com ela.

Como você está aplicando os conhecimentos adquiridos com a FUNIBER em seu novo trabalho como Professor de Espanhol como Língua Estrangera na Universidade de Xiamen?

Atualmente estou ministrando as disciplinas de “conversação” e “audição”, por isso estou colocando em prática todos os conhecimentos adquiridos durante o Mestrado nestes campos. Também, tenho vários projetos de pesquisa, e sei como efetiva-los graças aos conhecimentos adquiridos durante o Mestrado.

Que você opina sobre o modelo de educação a distância da FUNIBER?

Em meu caso, escolher o modelo de educação a distância da FUNIBER foi perfeito, já que eu não estava na Espanha e estava trabalhando, não queria estragar toda a experiência como professor que estava tendo para cursar um Mestrado, embora também era muito consciente de que se queria progredir e ampliar minhas opções como professor de espanhol, ter o Mestrado era fundamental. Este modelo de educação tem várias vantagens, uma vez que tira a limitação de ter que estar em um determinado lugar e em uma determinada hora para realiza-lo e, além disso, te permite combinar a formação com a prática profissional.

O que você diria às pessoas que estejam planejando estudar a distância com a FUNIBER?

Diria que a FUNIBER é uma grande opção se você não pode se permitir, pelas razões que sejam, deixar o que está fazendo para se dedicar exclusivamente a um Mestrado de forma presencial. A FUNIBER te permite capacitar-se sem por isso ter que optar pela experiência laboral ou a formação acadêmica. Para mim, foi bastante duro ter que cursar um Mestrado ao mesmo tempo em que estou trabalhando, mas a FUNIBER dá muitas facilidades para poder fazê-lo. Eu estou muito contente por minha escolha e não a mudaria.

Links relacionados:

Opinião de María Butrón, aluna do Mestrado em Formação de Professores de Espanhol como Língua Estrangeira da FUNIBER

| , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,