Solidariedade

Solidariedade nos dias atuais

Funi-concursos, Notícias, Opinioes Funiber, Publicaçao Solidaria 4

Agora que as festas de Natal já passaram, época solidária do ano por excelência, e que a grande final do IV Concurso Publicação Solidária da Fundação Universitária Iberoamericana está chegando ao seu clímax, é um bom momento para analisar a importância da solidariedade no mundo atual.

Objetivos e ações concretos

A solidariedade é um conceito amplo que abrange todos os tipos de ações realizadas sem esperar nada em troca, buscando um bem comum, estando geralmente associada a causas inspiradoras, mas intangíveis, ou pelo menos pouco quantificáveis. Precisamente, para estabelecer objetivos mais concretos e facilitar o trabalho conjunto de todos os países, a Organização das Nações Unidas (ONU) elaborou, em 2016, o Relatório dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O relatório estabelece 17 objetivos a serem cumpridos em diversas áreas da solidariedade até 2030. Esses objetivos variam desde erradicar a fome no mundo, garantir uma educação de qualidade e a igualdade de gênero até alcançar a paz no mundo, preservar a vida submarina ou limpar o ambiente e frear a mudança climática.

A ONU também estabelece várias pequenas ações que podem ser realizadas em nosso dia a dia para nos aproximarmos dos objetivos que devem ser cumpridos na próxima década.

O ambiente e as mudanças climáticas

Se existem elementos que, nas primeiras décadas do século XXI, irromperam como as grandes causas da solidariedade nos dias de hoje são a mudança climática e o desenvolvimento sustentável. Em um mundo cada vez mais poluído, com mais ecossistemas ameaçados, espécies animais em risco de extinção e cada vez mais estudos alertando sobre a deterioração do planeta, pouco a pouco os Estados e as grandes empresas partem para a ação. Um exemplo disso são os Acordos de Paris aprovados em 2015 e assinados em 2016, dos quais os Estados Unidos se retiraram recentemente.

O papel crucial das ONGs

Neste envolvimento progressivo de governos, instituições e empresas na causas solidárias, há um ator que tem desempenhado um papel de liderança: as ONGs. Inicialmente, essas organizações chegam onde as políticas governamentais não alcançam, mas sua tarefa é, se possível, mais importante quando se trata de divulgar situações ou de conscientizar as sociedades sobre a necessidade de agir diante de injustiças. Como vimos na quarta edição do concurso Publicação Solidária, elas enfrentam situações desanimadoras e seu papel é agora mais importante do que nunca.

| , , , , , , ,

Conheça as finalistas do Concurso Publicação Solidária IV

Conheça as finalistas do Concurso Publicação Solidária IV

Funi-concursos, Opiniões dos alunos, Publicaçao Solidaria 4

A quarta edição do Concurso Publicação Solidária da Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER) entra em seu principal momento, pois finalmente serão conhecidos os três textos que vão disputar a grande final; ‘No somos estadísticas, somos personas’, por Juliana Patricia Marín Marín da Colômbia, ‘La vida puede ser bella’, por Ana Elisa Martínez da Guatemala, e ‘A doação do tempo em tempos de amargura’, escrito pela brasileira Natalí de Oliveira Alencar. O vencedor pode ser votado clicando em ‘Curtir’ nesta página até dia 16 de janeiro.

As semifinais tiveram um grande sucesso de participação com mais de 3000 eleitores que decidiram as três ONGs que deveriam ir para a final.

3 finalistas em destaque

Apesar do alto nível de todos os semifinalistas, os três primeiros classificados destacaram-se grandemente em número de votos populares ao longo das últimas semanas, após um início mais igualado. Houve uma competição muito próxima nos últimos dias para ver quem assumiria o honorífico primeiro lugar nesta fase do concurso, já que o texto de Ana Elisa Martínez seguiu muito próximo ao de Juliana Patricia Marín por muitos dias, mas não pôde ultrapassá-lo.

Juliana Patricia Marín escreve sobre a ONG da qual ela é voluntária: a Associação Cristã de moços da YMCA (ACM-YMCA) na Armênia, em Bogotá. É uma ONG que dedicada ao ensino de inglês por meio de todos os tipos de jogos e atividades para crianças das áreas mais pobres da região.

Ana Elisa Martínez conta a história da ONG Asociación La Alianza, que se concentra no cuidado de crianças e adolescentes em situações de desamparo e oferece-lhes ajuda e cuidados.

Natalí de Oliveira Alencar escreve sobre a ONG Como vai você? (CVV), uma organização que trabalha com pessoas em situação de desespero, oferece ajuda psicológica e atenção para evitar que elas recorram ao suicídio.

Fase Final

A partir de hoje, 29 de dezembro, os marcadores dos três finalistas são zerados e começa a grande final do concurso. A votação terminará no dia 16 de janeiro e a primeira classificada ganhará 1000€ para doar para uma ONG de sua escolha, enquanto a segunda poderá doar 500€.

Vote agora na sua história favorita neste link: http://fnbr.es/5rp

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , , , , , , ,

. O evento acontecerá no Hotel Recanto Marista Champagnat em Florianópolis (Brasil) nos dias 24, 25 e 26 de janeiro.

Contagem regressiva para o III Encontro de Educação entra na reta final

Docentes, Notícias, Opiniões dos alunos

Falta pouco mais de um mês para a realização do III Encontro de Educação, organizado pela Fundação Universitária Iberoamericana (FUNIBER). O evento acontecerá no Hotel Recanto Marista Champagnat em Florianópolis (Brasil) nos dias 24, 25 e 26 de janeiro.

O tema central da edição deste ano é Inovação para os desafios educacionais do Século XXI e traz uma agenda cheia de atividades. Como, por exemplo, as conferências dos professores Alexander Cordoves e Mario Vásquez. A apresentação de Alexander tem como título Professores e escolas: mais do que certezas, questões; enquanto que a de Mario falará sobre as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na educação, na conferência A classe invertida (flipped classroom): uso das TICs para inovar em experiências de aprendizagem.

O Encontro de Educação busca ser um ponto de encontro e um fórum de discussão para estudantes e profissionais do mundo da educação de todo o Brasil e também de outras nacionalidades. Por isso, está aberto a qualquer pessoa que queira participar sendo ou não bolsista pela FUNIBER.

Participantes das duas primeiras e bem-sucedidas edições destacaram o fato de que assistir ao evento os ajudou a melhorar como professores e, por isso, avaliaram o encontro como bastante positivo.

Além das conferências, o encontro separa algumas horas durante os dias 25 e 26 de janeiro para que os alunos que estudam um programa de pós-graduação na área de educação, patrocinado pela FUNIBER, possam comentar suas propostas de trabalho final e projetos com tutores de mestrado em educação. Essas propostas devem ser enviadas até o dia 8 de janeiro para o endereço de e-mail eventos.FP@funiber.org.

O acesso ao evento é gratuito. Para garantir uma das últimas vagas disponíveis, é necessário preencher o formulário de inscrição. É possível consultar a programação completa do III Encontro de Educação da FUNIBER Brasil neste link. Para solicitar informações, ligue para os telefones 0800 644 4005 e +55 (48) 3239 0000.

| , , , , , , , , , , , ,