Opinião de Magalí Villafañe, aluna do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER

Opinião de Magalí Villafañe, aluna do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER

Opiniões dos alunos

Magalí Villafañe, aluna da Argentina, bolsista pela FUNIBER do Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional, fala sobre a sua experiência estudando a distância por meio da FUNIBER

Magalí, natural de Salta (Argentina), é Graduada em Relações Internacionais pela Universidade Empresarial Século 21 (Argentina). Também é formada em Cooperação Internacional em Desenvolvimento pelo Centro Internacional de Estudos Interdisciplinares (Peru).

Além disso, tem o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional, patrocinado pela FUNIBER, com titulação pela Universidad Internacional Iberoamericana (UNINI).

Atualmente, trabalha como Assistente de Direção de Programas e Projetos da Organização de Estados Iberoamericanos (OEI), na República Dominicana; também colabora com a Fundação Abriendo Camino, em seus programas sabatinos e na formulação de projetos.

Conversamos com Magalí para que explique como foi a sua experiência estudando a distância e com tem aplicado os conhecimentos aprendidos em seu dia a dia profissional:

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional patrocinado pela FUNIBER?

Quando terminei a graduação, decidi fazer um ano de estágio no exterior. Quando cheguei à República Dominicana para realizar o estágio em uma ONG, percebi a necessidade de aprender a formular projetos de vários tipos, pois tive que trabalhar com um, logo no começo do estágio. Então, decidi me formar mais nesta área, entre as opções mais viáveis, estava o Mestrado por meio da FUNIBER, da qual fui bolsista, facilitando as minhas possibilidades de realização.

Durante a carreira, vi algumas matérias relacionadas com o mestrado em que um dos meus focos de interesse estava relacionado com projetos de cooperação internacional. Assim ao ter a possibilidade de realizar o meu estágio em dois lugares diferentes, mas ambos na direção de projetos, notei de que necessitava das ferramentas específicas na área para melhor me desenvolver e com maior confiança.

O que você mais gostou do Mestrado? O que destacaria?

Por ser um Mestrado na modalidade a distância, que representa um maior desafio, pois cada um o leva a seu tempo, mas tratando de cumprir com os requisitos. O que mais destaco é a interação com pessoas de diferentes países no momento de trabalhar na fase de projeto. Isto me permitiu conhecer o trabalho de cada uma delas e a forma em que aplicavam os conhecimentos que foram sendo adquiridos durante o curso. O trabalho em equipe permitiu-me reconhecer diferentes questões sobre um mesmo tema e as diferentes metodologias que são aplicadas em outros países latino-americanos.

Qual a sua opinião sobre os professores do Mestrado? E do programa de estudos?

Considero que foram ótimos; sempre que apareceu alguma dúvida, eles deram respostas favoráveis facilitando o entendimento das disciplinas cursadas. Com relação ao programa de estudo, entendo que as disciplinas foram suficientes, embora considere que algumas delas devam ser atualizadas.

Como Graduada em Relações Internacionais, em que o Mestrado em Desenho, Gestão e Direção de Projetos de Cooperação Internacional, patrocinado pela FUNIBER, trouxe para você? 

O Mestrado permitiu que eu me centrasse em uma das tantas questões trazidas durante a Graduação. A cooperação internacional é algo que atrativo, de modo que hoje me permite atuar com mais facilidade, dando apoio na direção de projetos, o desenho e o acompanhamento dos mesmos.

Como Assistente de Projetos na Organização de Estados Iberoamericanos (OEI), como está aplicando os conhecimentos aprendidos em seu dia a dia profissional?

Ao trabalhar diretamente na área de projetos, aprendi muito e, ao mesmo tempo, foi mais fácil colaborar na preparação dos mesmos, como no acompanhamento destes aplicando as diferentes abordagens e metodologias aprendidas, enquadrados nas diretrizes do organismo iberoamericano.

O que você diria às pessoas que estão planejando estudar a distância pela FUNIBER?

Considero que é uma grande possibilidade estudar a distância, pois permite a administração do tempo de estudo com maior flexibilidade de acordo com a situação de cada um. Entretanto, também, acredito que representa um grande desafio porque depende da vontade de cada um avançar nas matérias e aprender de cada uma delas.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , , ,