Opinião de Ricardo Antonio Arroyo Linares, aluno bolsista da Especialização em Fitoterapia, Aromaterapia e Nutrição

Opinião de Ricardo Antonio Arroyo Linares, aluno bolsista da Especialização em Fitoterapia, Aromaterapia e Nutrição

Opiniões dos alunos

Ricardo Arroyo Linares, natural de San José (Costa Rica) bolsista pela FUNIBER da Especialização em Fitoterapia, Aromaterapia e Nutrição, fala sobre a sua experiência estudando a distância

Ricardo Arroyo é Bacharel em Educação Média pelo Centro Educativo San Francisco de Asís. Possui formação em Engenharia Civil pela Universidade da Costa Rica; e Engenharia Informática pela UNED. Além disso, é Especialista em Fitoterapia, Aromaterapia e Nutrição, com dupla titulação pela Universidad Internacional Iberoamericana (UNINI Puerto Rico) e pela Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO).

Em agosto de 2017, Ricardo visitou a sede da FUNIBER em San José (Costa Rica) para assistir ao ato de entrega de títulos dos alunos bolsistas pela Fundação. O ato contou com a assistência do Presidente da FUNIBER; também estiveram presentes representantes da FUNIBER da Costa Rica, juntamente com familiares e amigos dos graduados.

Durante o ato, conversamos com Ricardo Arroyo para conhecer a sua experiência estudando a distância. O aluno falou que se sentiu motivado para estudar uma especialização a distância por meio da FUNIBER porque o programa de estudo era exatamente o que estava procurando. Neste sentido, destacaria a ampla oferta acadêmica dos programas oferecidos pelas instituições que formam parte da Rede Universitária em que a FUNIBER colabora.

Do mesmo modo, explicou que se sentiu muito satisfeito pela atenção recebida por parte do pessoal da FUNIBER; assim como pelo apoio que fornecem os professores do programa. Finalmente, ressalta as vantagens de poder cursar estudos a distância, já que possibilita mais autonomia do que os estudos presenciais, permitindo administrar o tempo de estudo com comodidade.

Veja a entrevista completa do estudante costarriquenho no seguinte vídeo:

Links relacionados:

 

| , , , , , , ,

Especialistas em negócios internacionais reúnem-se nas Jornadas Empresariais da FUNIBER em Lisboa

Especialistas em negócios internacionais reúnem-se nas Jornadas Empresariais da FUNIBER em Lisboa

Notícias

Na quinta-feira, 26 de outubro, a FUNIBER, em colaboração com a Associação para o Desenvolvimento Econômico e Empresarial (ADEE), e com o apoio da Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO), realizará, em Lisboa (Portugal), algumas Jornadas empresariais sob o tema “Inovação, novos mercados e tendências”

No dia 26 de outubro serão realizadas entrevista, em Lisboa (Portugal), com renomados especialistas internacionais na área da direção e gestão de empresas e mercados, durante as Jornadas Empresariais “Inovação, novos mercados e tendências”. O evento, que será realizado das 10h às 18h30, tem como objetivo abrir um espaço para analisar o ambiente empresarial; o qual é cada vez mais global, complexo e competitivo; assim como debater sobre os desafios e incógnitas nas formas de criar valor acrescentado por parte das empresas.

Programa da jornada

A apresentação do evento estará a cargo do Dr. Ricardo Almeida, Diretor da FUNIBER Portugal; também Coordenador das sedes da FUNIBER em Moçambique e na Angola. Em seguida, o professor Carlos Marcuello e a professora Yuan Jia irão ministrar conferências sobre negócios internacionais intitulada “China e seus vínculos empresariais com Portugal e Espanha: comércio, investimento e turismo”. Nesta intervenção, serão analisados as oportunidades e os desafios que serão apresentados aos empresários e profissionais de Portugal e da Espanha diante da expansão da segunda potência mundial. A China tem esses países como destinos relevantes de sua estratégia econômica externa; além disso, o gigante asiático pode chegar a ser um mercado muito importante para os produtos ibéricos; entre outras trocas econômicas de grande escala.

Além disso, o evento contará com a participação do Dr. José Costa, que irá ministrar a conferência “Cooperação entre universidades e empresas, uma relação de futuro”, em que falará sobre a necessidade de construir uma ponte entre o ensino superior e as empresas para garantir o desenvolvimento dos recursos humanos e tecnológicos, potencializando os níveis qualitativos dos produtos ou serviços empresariais. Esta exposição retratará uma experiência prática e a forma como repercutem as ações colaborativas na cotidianidade; assim como o dia a dia da realidade universitária, dos alunos e das empresas.

Por fim, será a vez de escutar o Dr. Carlos Santos, com a exposição intitulada “Mercados, inovação e novas tendências”, para aprofundar na economia portuguesa, bem como a economia mundial, e como eles estão envolvidos em um processo de globalização, criando um novo paradigma empresarial. Nesse contexto, é importante perceber quais são as iniciativas e a estratégia de desenvolvimento que a economia portuguesa deverá implementar para adaptar seu mercado à nova realidade da economia global.

As Jornadas contarão também com uma Mesa Redonda intitulada “Empreendedores: da teoria à prática. Experiências e lições de fracasso” em que terão como convidados o Dr. Habibo, que é Graduado em Gestão de Marketing pelo IPAM Marketing Business School. Também consultor internacional e formador certificado pela IEFP. Além dele estará Salim Givá, administrador do VILT – SGPS, S.A VILT, que dispõe atualmente de cinco escritórios em três países, Portugal, Espanha e Brasil, onde seus quase 150 profissionais prestam serviços do Enterprise Information Management a clientes de todo o mundo. Igualmente, participará da Mesa Redonda o Dr. Rui Paias Couto, Presidente da CCIPT (Câmara de Comércio e Indústria Portugal-Turquia), uma associação privada, sem fins lucrativos. A CCIPT foi projetada para oferecer serviços de apoio à internacionalização, exportação, importação e Turismo.

O evento será realizado na sala Eduardo Viana III, del VIP Executive Entrecampos, Hotel & Conference, Av. 5 de octubre, nº 295, Lisboa.

As conferências serão transmitidas via streaming. Para acessar à conferência on-line, você deverá acessar o seguinte link: http://fnbr.es/5jx

A seguir são detalhados os horários de difusão por países:

País Horário
Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua 3:00 h
Colômbia, Equador, Panamá, Peru, México 4:00 h
Bolívia, República Dominicana, Porto Rico, Venezuela 5:00 h
Argentina, Chile, Paraguai, Uruguai, Brasil 6:00 h
Costa do Marfim, Senegal, 9:00 h
Portugal, Marrocos, Angola, Camarões 10:00 h
Espanha, Guiné Equatorial, Itália, Moçambique 11:00 h
China 17:00 h

Links relacionados:

| , , , , , ,

Aluno bolsista pela FUNIBER participa no IX Congresso Colombiano de Botânica

Aluno bolsista pela FUNIBER participa no IX Congresso Colombiano de Botânica

Notícias

José Arnaldo Muñoz Díaz, aluno do Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais patrocinado pela FUNIBER, participou como palestrante no IX Congresso Colombiano de Botânica

O aluno ministrou uma palestra intitulada “A paisagem como ferramenta de ordenação e gestão ambiental de zonas rurais: Paisagem visual da Pasquilla, em Bogotá D.C.” no IX Congresso Colombiano de Botânica, que foi realizado de 30 de julho a 3 de agosto, na Universidade Pedagógica e Tecnológica da Colômbia, em Tunja-Boyacá (Colômbia).

A palestra é resultado da pesquisa do aluno para o projeto final do Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais, que consistiu em um estudo sobre “A paisagem como ferramenta para a ordenação e gestão ambiental de zonas rurais: Análise paisagística de uma abordagem visual da vereda Pasquilla, em Bogotá (Colômbia)” e que foi orientado pelo professor e Doutor Erik Simões.

José Arnaldo é Engenheiro Ambiental pela Universidade Distrital Francisco José de Caldas (Colômbia); com estudos posteriores em análise de paisagens, e em dendrologia e botânica tropical. Além disso, cursou a o Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais com especialidade em Gestão e conservação de espaços naturais e valorização energética, patrocinado pela FUNIBER,  com dupla titulação pela Universidade Internacional Iberoamericana (UNNI Porto Rico) e la Universidad Europea del Atlántico (UNEATLANTICO)

Atualmente, é pesquisador da linha Flora de Bogotá da Vice-direção Científica do Jardín Botánico de Bogotá José Celestino Mutis (Colômbia); onde lidera a pesquisa sobre as espécies vasculares não nativas para a flora do Distrito Capital. Também, é coeditor da Plataforma de nomes comuns das plantas de Bogotá.

Recentemente, conversamos com o aluno para conhecer a sua experiência estudando a distância e a aplicação dos conhecimentos no dia a dia como profissional.

Neste sentido, o aluno considera que é importante que a comunidade acadêmica evidencie que, por meio da educação a distância, neste caso com apoio da FUNIBER, podem ser desenvolvidas as competências necessárias para participar deste tipo de encontros acadêmicos.

Por que você decidiu cursar o Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais patrocinado pela FUNIBER?

Decidi estudar o Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais principalmente por causa do meu tempo. Meu trabalho atual me demanda muita dedicação, assim é difícil reservar tempo para assistir às aulas presenciais. Com este Mestrado a distância, posso continuar estudando sem comprometer muito a minha vida familiar; e, por sua vez, pode reforçar conhecimentos adquiridos durante os estudos de Engenharia, me aproximando de novos tópicos como a gestão de espaços naturais.

O que você mais gostou do Mestrado em Gestão e Auditorias Ambientais?

Sem dúvida alguma, do programa assincrônico. Graças à flexibilidade de horário, pude trabalhar as disciplinas no meu ritmo e sem ser prejudicado pelo tempo. Por outro lado, destaco o acompanhamento dos docentes e os fóruns acadêmicos nos quais sempre havia interação entre professores e estudantes em relação aos conteúdos das disciplinas.

Que diferenças, você pode destacar entre os estudos presenciais e os estudos a distância no campo da gestão ambiental?

Uma diferença a destacar é o tempo investido. Com os estudos a distância não há necessidade de se deslocar até um centro universitário a uma hora específica e isso redunda na otimização do tempo; pois, com uma simples conexão à Internet, pode-se estudar aonde for mais cômodo.

O que você acha dos professores do Mestrado e do programa de estudos?

Os professores do Mestrado são profissionais bem preparados e sempre estão dispostos a responder inquietações e a orientar da melhor maneira o ideal desenvolvimento da pós-graduação. Destaco o trabalho de meu orientador de projeto, Dr. Erik Simões, quem esteve a par de meus avanços durante este processo acadêmico. Respeito ao programa de estudos, é um programa muito completo; entretanto, desde minha perspectiva, existem algumas disciplinas cujo conteúdo deve ser atualizado e complementadas com informação centrada a cada país, especialmente aquelas relacionadas com legislação.

O que você destacaria de sua experiência estudando um Mestrado a distância? Qual a sua opinião sobre o campus virtual?

Destaco que pude estabelecer um processo educativo com disciplina; além disso, pude desenvolver meu projeto final de Mestrado em um tema de meu agrado, a meu ritmo e sem estar pressionado por protocolos nem trâmites administrativos. De toda forma, destaco o campus virtual, ele tem uma interface muito simples, é intuitivo e de fácil acesso.

Como pesquisador no Jardim Botânico de Bogotá como está aplicando os conhecimentos aprendidos em seu dia a dia profissional?

Para o estudo de espécies vegetais exóticas em uma cidade como Bogotá, que apresenta uma matriz de áreas naturais e seminaturais, com diversos graus de intervenção; é importante ter conhecimentos além de Botânica, em ecologia, em biodiversidade, em contaminação e, por seu posto, em gestão ambiental. De mesma forma que acontece com a pesquisa sobre nomes comuns e usos reportados para as plantas, é importante conhecer as relações que se estruturaram entre as comunidades e seu território. Tanto os nomes comuns e os usos, como o identificar se uma espécie é exótica ou nativa, podem dar bases para a priorização de áreas ou de espécies para conservação, ou, para ações territoriais em matéria de restauração ecológica/paisagística e prevenção e gestão de invasões biológicas. Eis aí a minha motivação para levar a especialidade em gestão e conservação de espaços naturais.

O que você diria às pessoas que estão pensando em estudar a distância por meio da FUNIBER?

Animem-se, não há nada que perder. É uma instituição confiável; conhecida em muitas regiões; atendeu as minhas expectativas; além disso, vocês são livres para realizar o seu projeto de grau no tema que desejar, sem ter a pressão de datas ou tempo. Apenas devem ter em mente que o êxito de levar a bom término o estudo a distância está em cada um, pois é questão de vontade e disciplina.

Links relacionados:

| , , , , , , , , , , ,